Nova gestora do Festival de Filmes Ambientais espera consciencializar a nova geração sobre alterações climáticas

Cidade da Praia, 03 Nov (Inforpress) – A coordenadora-geral do Festival Internacional de Filmes Ambientais do Atlântico, Elizandra Barbosa, empossada hoje, disse que espera consciencializar a nova geração sobre o ambiente, sobretudo as alterações climáticas, através do audiovisual e do cinema.

No discurso de tomada de posse, na Cidade da Praia, Elizandra Barbosa disse que será com “grande honra e responsabilidade” que assume o cargo, juntamente com a Associação de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde (ACACV), e aproveitou para agradecer o presidente desta associação, Júlio Silvão, pela confiança depositada em si.

“Hoje não vivemos sem o cinema, a nossa forma de se alimentar e educar, passa muito pela sétima arte, desde audiovisual e do cinema. Em relação ao ambiente, estamos a sentir na pele tudo o que chamamos de alterações climáticas, penso que o futuro nos reserva muito mais, pois através do cinema podemos consciencializar a nova geração neste sentido”, assegurou a empossada.

Por seu turno, o presidente da Associação de Cinema e Audiovisual de Cabo Verde, Júlio Silvão, mostrou o seu “grande entusiasmo” durante o seu discurso, afirmando que é de “grande importância” este empossamento sobretudo para trabalhar neste sector.

Apontou que Elizandra Barbosa vai assumir a coordenação de todas as actividades deste festival, com poderes amplos de organização, assessoria e mobilização de recurso juntamente com a direção da ACACV.

O Festival Internacional de Filmes Ambientais do Atlântico está previsto para acontecer no mês de Novembro de 2024, na Cidade da Praia, envolvendo vários filmes e actividades que retratam questões ligadas ao meio ambiente, segundo anunciou hoje Júlio Silvão.

DG/AA

Inforpress/Fim

 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos