Município do Porto Novo vai ter programa de emprego público e de resiliência pós-covid-19

Porto Novo, 10 Out (Inforpress) – O município do Porto Novo deverá, a partir de Janeiro, receber um programa de criação de emprego público e de resiliência pós covid-19, estimado em quatro mil contos, co-financiado pelo Governo de Cabo Verde.

Este é um das intervenções que, ao longo de 2022, têm lugar no concelho do Porto Novo, afectado por mais um mau ano agrícola, com vista à protecção social das populações vítimas da seca e afectadas pelas restrições impostas pela covid-19.

Além disso, a edilidade prevê criar um fundo de apoio aos agricultores, estimado em um milhar de contos.   

Para a protecção social das famílias em situação de vulnerabilidade, Porto Novo deve receber, em 2022, 19 mil contos destinados, além de criação de emprego, também à assistência às pessoas em maiores dificuldades e à pequena infância, segundo o plano de investimentos municipais, aprovado, este sábado, na quarta sessão da assembleia municipal.

Tudo isso, segundo este documento, a que a Inforpress teve acesso, insere-se numa preocupação maior que é a de reforçar a coesão social no município do Porto Novo, onde mais de metade da população vive em situação de pobreza.

Com vista ao reforço da coesão social, a Câmara Municipal do Porto Novo pretende ainda apostar na melhoria de habitações, com investimentos de 20 mil contos, co-financiado pelo Governo em 50 por cento (%).  

Este município possui actualmente uma taxa de pobreza de 52% e uma taxa de desemprego de 22%, segundo dados oficiais.

JM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos