Maio: Associação UniDjarmai nos Estados Unidos lança campanha para  apoiar famílias vulneráveis na ilha

Porto Inglês, 13 Abr (Inforpress) – A Associação UniDjarmai já lançou uma campanha junto da comunidade maiense emigrada nos Estados Unidos para angariar fundos para apoiar famílias vulneráveis na ilha, que perderam capacidade financeira por estarem a cumprir estado de emergência.

Em conversa com a Inforpress, o presidente da associação UniDjarmai nos Estados Unidos, José Carlos de Pina, assegurou que pretendem com esta iniciativa angariar até fim deste mês de Abril, uma certa quantia monetária para enviarem a uma entidade de cariz social, a fim de ajudarem as famílias mais vulneráveis da ilha, que estão a passar por algumas dificuldades.

Segundo avançou José Carlos de Pina, esta campanha vai prolongar-se até final deste mês, com vista a poderem angariar o máximo de apoio possível, neste sentido aproveitou a ocasião para apelar a todos os cidadãos maienses que se encontram naquele país da América do norte a aderirem a esta causa, que considera ser necessária, embora reconheceu que esta situação não está sendo fácil para ninguém.

José Carlos de Pina fez saber ainda que a associação já dispõe de uma conta bancária, pelo que todos que pretendem fazer a sua doação devem fazê-lo através desta conta bancária cujo número está disponível na página da referida organização e caso não for possível por esta via podem entrar em contacto com aquele representante.

Questionado como pretendem fazer a distribuição dos montantes arrecadados, José Carlos de Pina afiançou que ainda não determinaram qual será a instituição parceira, todavia informou que estão a analisar esta questão para que o apoio chegue aos que realmente necessitam.

A mesma fonte salientou ainda que a agremiação que representa já realizou evento do tipo para ajudar pessoas na ilha que deparavam com alguma necessidade de deslocação para questão de saúde, neste sentido disse estar esperançoso que os maienses residentes nos Estados Unidos da América vão ter a mesma postura. No entanto informou que até o momento a adesão não tem sido como esperavam.

O presidente da UniDjarmai informou ainda que já conseguiram vários materiais hospitalares e, neste momento, estão a diligenciar os trâmites para o enviou dos mesmos à Delegacia de Saúde da ilha do Maio, neste particular disse estarem a contar tanto com o apoio do Ministério da Saúde como da edilidade maiense.

De salientar que a associação UniDjarmai, foi criada há cerca de um ano e meio, e daquela altura a esta parte já realizou várias actividades, tanto cultural como desportivo como forma de juntar a comunidade maiense que se encontra naquele país.

WN/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos