Livro: “Eu, Amílcar” lançado hoje na cidade da Praia para servir de um modelo de inspiração para os “mais jovens”

Cidade da Praia, 12 Dez (Inforpress) – A Fundação Amílcar Cabral lançou hoje, na sua sede, no Platô, cidade da Praia, o livro infantil “Eu, Amílcar”, com a intenção de proporcionar um modelo de inspiração para o público “mais jovem”.

Em declarações à Inforpress, à margem do lançamento do livro, o presidente da Fundação Amílcar Cabral, Pedro Pires, explicou que essa publicação veio na linha das preocupações de há “muito tempo” da organização que dirige, na tentativa de produzir um trabalho essencialmente destinado aos “mais jovens”.

“Portanto, um trabalho que fosse simples, apelativo, mas ao mesmo tempo que levasse aos mais jovens as ideias daquilo que inspirou Amílcar Cabral e a sua mensagem política”, adiantou.

Tudo isso, conforme assegurou, na tentativa de tornar “mais acessível” a vida e obra de Amílcar Cabral, alguém que “fez de tudo para a independência de Cabo Verde”.

“Nada mais justo do que fazer isso e levar a sua história ao conhecimento dos mais jovens”, salientou, acrescentando que esta iniciativa vai servir de inspiração porque Amílcar Cabral também já foi criança e jovem.

Segundo Pedro Pires, por outro lado, a intenção desta obra é mostrar que Amílcar Cabral é um ser humano “normal”, que na sua vida teve que passar pelas diversas fases de crescimento e desenvolvimento pessoal.

“Isso também é importante para que os jovens passem a saber que ele era um miúdo como os outros e uma pessoa normal que se esforçou na vida, mas que também amava a vida”, declarou, reforçando que não há nada de “sobrenatural” nisso.

No seu entender, esta é uma forma de dizer aos jovens que também podem fazer o que Amílcar Cabral fez ou “mais”.

“Estamos numa altura em que há melhores condições para as pessoas irem à escola e melhores condições de aprendizagem”, lembrou, frisando que é “fundamental” estimular os jovens neste sentido.

Para o antigo presidente da República de Cabo Verde, as crianças precisam de modelos, inspiração e ver na vida do outro uma referência.

Interrogado se está repercutido na mente das crianças aquilo que é o percurso de Amílcar Cabral, Pedro Pires indicou que este é um processo que cabe cada um fazer a sua parte.

WM/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos