JPAI preocupado com a situação dos estudantes cabo-verdianos no Senegal

Cidade da Praia, 06 Set (Inforpress) – O presidente da Juventude do PAICV, de visita ao Senegal, manifestou hoje a sua “inquietação” perante a realidade vivenciada pelos estudantes após reunir-se com a Associação de Estudantes Cabo-verdianos em Dacar.

A preocupação de Fidel Cardoso de Pina, segundo postou a Juventude do PAICV (Partido Africano da Independência de Cabo Verde – oposição) na sua página do Facebook, deve-se ao facto de que muitos dos jovens cabo-verdianos que residem em Dacar vivem uma difícil situação financeira e se encontram desamparados com o impacto da covid-19.

“É que os efeitos da pandemia se têm feito sentir severamente no quadro financeiro levando à redução drástica do rendimento gerado pelos pais e encarregados de educação que outrora reforçaram o valor mensal disponibilizado aos jovens em questão”, realça a comunicação da JPAI.

Afirma ainda que o aumento do número de bolsas de estudo e o valor atribuído a cada um por parte do Senegal, assim como, o incremento monetário do subsídio de estudantes cedido pela FICASE, a uma parcela destes jovens, é de 150 euros que são disponibilizados a cada três meses para suprirem as suas necessidades e pagarem as contas mensais.

Além destes, salienta a JPAI, existe uma média de 33 estudantes cabo-verdianos no Senegal que não contam com apoio nem do Governo cabo-verdiano nem do senegalês.

Para estes a JPAI assevera que seria “importante” haver uma medida do Governo para solucionar a complexa situação da qual, estes resilientes jovens, têm sobrevivido.

Neste âmbito considera fundamental que o país continue a trabalhar no sentido de reforçar as condições do acordo bilateral existente entre Cabo Verde e Senegal no campo da educação, por forma a aumentar o número de bolsas de estudos, nomeadamente, em áreas como a medicina.

PC/HF

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos