Imigrantes em situação irregular em Cabo Verde podem inscrever-se para a vacinação contra a covi-19

Cidade da Praia, 01 Out (Inforpress) – O presidente da Plataforma das Comunidades Africanas Imigradas e residentes em Cabo Verde , José Viana, garantiu que os imigrantes em situação irregular não estão impedidos de aderir ao processo de vacinação contra a covid-19.

Em declarações à Inforpress, José Viana afirmou que o processo de vacinação dos imigrantes africanos em Cabo Verde “está a decorrer bem” e que os dados apontam que grande parte da população residente no arquipélago já tomou as duas doses de vacina da covid-19.

A Plataforma das Comunidades Africanas, prosseguiu, quer que a percentagem da vacinação dos imigrantes seja acima da média da população de imigrantes, tendo garantido que a referida organização tem apostado na sensibilização sobre a importância da vacinação, tendo em conta o contexto da covid-19.

Este responsável precisou que a Plataforma das Comunidades Africanas prevê atingir a média de 70 ou 80% dos imigrantes vacinados, referindo que a meta engloba também os jovens imigrantes com a idade compreendida entre 18 e 20 anos.

“O processo de vacinação que já apurei e tenho conhecimento é que uma grande parte dos imigrantes já etm as duas doses de vacina, entretanto, há alguns elementos que ainda estão um pouco disfarçando, mas não é porque não querem ou tiveram a sensibilização mais próxima”, declarou, sem, no entanto, avançar o total de imigrantes que já receberam a primeira ou segunda dose de vacina.

Afiançou, por outro lado, que o processo de vacinação em curso não impede as pessoas que estão em situação irregular em Cabo Verde de receberam as duas doses de vacina, tendo inclusive admitido que esta medida irá permitir a Plataforma ter o acesso sobre a população residente, o que por sua vez, acrescentou, irá facilitar no processo de regularização.

No sentido de mitigar as consequências da pandemia de covid-19 em Cabo Verde, o Ministério da Saúde apelou às pessoas a aderirem à campanha de vacinação contra a covid-19 que está a decorrer em todo o país, para que todos possam estar mais protegidos o mais rápido possível.

As autoridades sanitárias reforçaram ainda o apelo para que as pessoas cumpram o distanciamento social, usem máscara e pratiquem a higiene das mãos e demais recomendações das autoridades sanitárias, para evitar a propagação da covid-19.

Cabo Verde contabilizava, até quinta-feira, 537 casos activos, 36.676 casos recuperados, 339 óbitos, 15 óbitos por outras causas e nove transferidos, perfazendo um total acumulado de 37.576 casos positivos.

CM/JMV
Inforpress/Fim.

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos