Ilha do Sal palco da XIV Conferência Anual dedicada à Integração de vectores energéticos

Espargos, 26 Out (Inforpress) – A XIV Conferência Anual da Associação de Reguladores de Energia dos Países de Língua Oficial Portuguesa, dedicada à “Integração de vectores energéticos”, terá lugar este ano no Sal, dia 9 de Novembro, num dos hotéis de Santa Maria.

O evento que contará com a presença do ministro de Indústria Comércio e Energia de Cabo Verde, Alexandre Monteiro, segundo uma nota de imprensa, é aberto ao público, em formato híbrido, decorre das 08:30 às 16:30, e as inscrições já estão abertas através de um link criado pela organização.

Programado para um dia, a conferência começa com o tema “Avaliação económica da transição energética”, orientado por Márcio Roselli, vencedor do Prémio Maria Cristina Portugal 2022.

Segue-se depois outros painéis, nomeadamente “Segurança do abastecimento no contexto da integração de vectores energéticos”.

Segundo nota explicativa do tema, a integração de novos vectores energéticos permite a redução da dependência de uma única fonte de energia, podendo tornar o sistema mais resiliente a disrupções no fornecimento devido a factores climáticos, geopolíticos ou outros eventos externos.

Este painel conta com três oradores, designadamente Sonangol, Argus e Torrejana.

O segundo painel versará o tema “Flexibilidade, armazenagem e participação da procura”, cujo discernimento do tema, observa que a integração de vectores energéticos deve envolver tecnologias de armazenamento de energia, como baterias e sistemas de armazenamento térmico, que ajudam a equilibrar a oferta e a procura, estabilizando a rede em momentos de pico de consumo ou intermitência das fontes renováveis aumentando a flexibilidade do sistema como um todo.

O painel tem como oradores, CIMATEC, a Direcção Nacional de Energia e Indústria de Cabo Verde e TBC.

O período da tarde é reservado à temática “Integração de novos vectores energéticos”, abordada pelo ministro da Indústria, Comércio e Energia de Cabo Verde, Alexandre Monteiro, e pelo ministro da Energia e Águas de Angola, João Baptista Borges.

Haverá ainda uma mesa redonda sobre os “Desafios regulatórios à integração de novos vetores energéticos”.

A nota explicativa do tema, elucida que petróleo e o gás natural têm sido fontes predominantes de energia, impulsionando a economia e dando resposta às necessidades de diversos sectores.

“A integração de gases renováveis oferece uma oportunidade significativa para reduzir as emissões de gases de efeito estufa e avançar em direcção a um sistema energético mais sustentável”, lê-se.

“Superar esses desafios exigirá investimentos contínuos em pesquisa, desenvolvimento e infraestrutura para os quais é necessária uma regulamentação equilibrada entre a segurança do sistema e o incentivo ao investimento”, observa ainda o mesmo apontamento.

A sessão de abertura da conferência contará com intervenções da presidente da Agência Reguladora Multissectorial da Economia (ARME), Leonilde Santos, do presidente da Associação de Reguladores de Energia dos Países de Língua Oficial Portuguesa (RELOP), Luís Fernandes, do presidente da Câmara Municipal do Sal, Júlio Lopes, e do ministro de Indústria Comércio e Energia, Alexandre Monteiro.

A nota de encerramento estará a cargo de Artur Trindade, director executivo da RELOP.

SC/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos