Ilha do Sal: Moradores de Pedra de Lume em apuros após notificação de despejo e demolição das casas na localidade

Espargos, 10 Abr (Inforpress) – Os moradores de Pedra de Lume, no Sal, encontram-se em apuros depois de esta segunda-feira terem recebido uma notificação de despejo e demolição das casas na localidade, accionada pelo proprietário, a Turinvest Holding e Salinas de Pedra de Lume.

Com isso, os moradores que estão em polvorosa, indignados com a situação em que se encontram, levaram o problema hoje aos trabalhos da XIII sessão da Assembleia Municipal (AM), no período antes da ordem do dia destinado aos munícipes, tendo a questão merecida a solidariedade dos eleitos municipais, de ambas a bancadas (MpD e PAICV), bem como do edil, Júlio Lopes, e do presidente da AM, Carlos Santos.

Conforme documento a que a Inforpress teve acesso, parte dos moradores é notificada para despejo, outros para demolição e outros ainda para a regularização da renda, no prazo de 60 e 30 dias, respectivamente.

O assunto gerou alguma indisposição, e reagindo à situação o presidente da câmara, Júlio Lopes , tranquilizou aquela população assegurando que “ninguém vai mexer” com a população de Pedra de Lume.

“Ninguém vai desalojar as pessoas de Pedra de Lume. Isso é impossível. Estamos num país de direito democrático”, animou.

Os eleitos do PAICV (oposição) e do MpD (situação), e um deputado independente, manifestando também a sua solidariedade, chamam atenção para a questão de humanidade e respeito, apelando à serenidade das famílias da comunidade que vivem lá há largos anos.

Júlio Lopes reuniu-se esta tarde com as famílias da localidade reiterando a mensagem de tranquilidade.
Porém, apreensivos, os residentes aguardam desfecho da situação, considerada “um tanto ou quanto desagradável”.

SC/JMV

Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos