Ilha do Sal: Ministério Educação tem planos para reabilitação e funcionamento da Escola de Pedra de Lume – delegada

Espargos, 24 Set (Inforpress) – A delegada do Ministério da Educação, no Sal, afirmou hoje que a tutela tem planos para a reabilitação e funcionamento da Escola de Pedra de Lume, inactiva há cinco anos, porém “tudo acontece a seu tempo”.

Márcia Graça Pinto fez essas declarações hoje durante uma conferência de imprensa para reagir aos comentários do líder do Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV – oposição), no Sal, Démis Almeida, sobre a abertura do ano lectivo na ilha.

Márcia Pinto explicou que a reabilitação da escola de Pedra de Lume está dentro do plano do Ministério da Educação, a nível da rede escolar da ilha do Sal, obedecendo, entretanto, as áreas tidas como prioritárias.

“O grande problema da Escola de Pedra de Lume é a falta de rácio dos alunos por turma. Então há que estabelecer prioridades”, explicou, certificando que o estabelecimento de ensino que ostenta o nome “Ildo Lobo”, continua a fazer parte do parque educativo da ilha do Sal.

“A escola continua a fazer parte do parque educativo da ilha do Sal. Apelamos para a reactivação da escola, mas isso passa muito pelo desenvolvimento da localidade. Contamos com esse edifício, mas temos que ter também em conta os desafios a nível estrutural e económico para fazer face aos problemas da ilha do Sal”, ponderou.

Pessimismos à parte, a responsável da educação local acredita que, futuramente, vai-se trabalhar para accionar e dinamizar a Escola de Pedra de Lume, a Escola Ildo Lobo, a qual está intimamente ligada ao desenvolvimento daquela localidade que dista a sete quilómetros da cidade dos Espargos.

A povoação de Pedra de Lume contou desde 1926 com uma escola que serviu aquela localidade, também crianças dos Espargos e da Palmeira, tendo desempenhado “um papel importantíssimo” na formação de quadros na ilha do Sal.

SC/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos