Ilha do Sal: Autarquia promove colóquio para reflexão e debate sobre a importância do associativismo juvenil (c/áudio)

Espargos, 29 Ago. (Inforpress) – A Câmara Municipal do Sal, promoveu um colóquio sobre a importância do associativismo juvenil, tendo reunido hoje, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, jovens e líderes de diferentes associações juvenis para essa reflexão e debate.

A actividade foi pensada no âmbito das festividades do Município do Sal, assinalado a 15 de Setembro, bem como do Dia Internacional da Juventude, que se assinalou a 12 de Agosto, e está dividida em três painéis distintos.

“A importância do associativismo juvenil”, “O papel dos jovens no activismo social” e “Associativismo juvenil e as diferentes formas de participação política” são os temas a serem abordados durante este encontro, analisados, respectivamente, pelo sociólogo Henrique Varela, pelo activista social e guia turístico, Alveno Soares, e pela jurista Hélida Almeida.

Considerando a quantidade de associações juvenis na ilha, Nancy Pinto, directora do Gabinete da Juventude, Formação e Emprego da Câmara Municipal disse que pretende-se com este colóquio trazer mais luzes, melhores conhecimentos e informação sobre a matéria aos activistas sociais.

“Temos muitas associações, mas não só basta ter associações, daí tentarmos incentivar os jovens a unirem-se, em como trabalhar em prol do município, mostrando as vantagens de legalização de uma associação”, sublinhou Nancy Pinto, destacando a dinâmica e o envolvimento da juventude salense, particularmente na área social.

Em representação do responsável camarário pela área da juventude, que entretanto não pode estar presente na actividade, a vereadora Carla Carvalhal disse que a câmara municipal tem como missão funcionar em estreita colaboração com os jovens para a afirmação da classe.

“Esta actuação conjunta entre a Câmara Municipal, os jovens e líderes associativos promove não apenas o debate e a troca de experiência, como também potencia um trabalho reforçado com maior capacidade de afirmação e encontro de soluções dos problemas que se colocam à nossa sociedade”, referiu.

No período da tarde, as atividades terão como palco o espaço Skalart onde sete associações vão ser distinguidas pelo trabalho que têm vindo a realizar na ilha em benefício e melhor qualidade de vida dos jovens.

No final dos trabalhos o evento contará com um momento cultural abrilhantado pela Banda da Escola Básica e Secundária Olavo Moniz (EBSOM).

SC

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos