Governo deve renunciar a algumas taxas e impostos em favor das empresas e dos cabo-verdianos – PAICV

Cidade da Praia, 27 Mar (Inforpress) – O Partido Africano para Independência de Cabo Verde (PAICV, oposição) defende que o Governo deve renunciar a algumas taxas e impostos que arrecada, com o aumento dos preços de energia da água, em favor das empresas e dos cabo-verdianos.

Em comunicado de imprensa, em reacção ao aumento dos preços de energia da água, o maior partido da oposição considera que esta medida vai ter impacto no investimento das empresas, afectará o emprego e, consequentemente, a taxa de desemprego, “o que reflectirá no crescimento económico”.

“Enquanto os cofres das empresas e os bolsos dos cabo-verdianos se esvaziam, os do Estado aumentam, pois concomitantemente sobem os impostos e taxas que recaem sobre esses bens, sem que haja contrapartidas directas ou indirectas em benefício dos cidadãos”, explica.

Aponta que, para as famílias, o último aumento de energia foi de 8,46 por cento (%), sendo que da água foi de 5,31%, números que, de acordo com o PAICV, vão aumentar o preço de todos os bens de primeira necessidade, numa situação em que “não há qualquer aumento do rendimento das famílias”.

“Estamos a falar de bens básicos que constituem, também, dos principais factores de produção, e que são dos principais elementos a levar em conta na avaliação contabilística dos custos de produção e de realização de uma actividade comercial ou industrial”, esclarece o comunicado.

OM/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos