Governo assina livro de condolências na Embaixada do Grão-Ducado do Luxemburgo

Cidade da Praia, 30 Abr (Inforpress) – O ministro de Estado, Fernando Elísio Freire, procedeu hoje a assinatura do livro de condolências na Embaixada do Grão-Ducado do Luxemburgo, na Cidade da Praia, pelo falecimento do grão-duque Jean, ocorrido na terça-feira, 23.

Em declarações à imprensa, Fernando Elísio Freire disse que o Governo quis com esse acto prestar a sua solidariedade e transmitir as condolências ao Grão-Ducado do Luxemburgo, que considera um país “irmão e especial” para Cabo Verde.

“O Grão-Ducado do Luxemburgo é um país irmão especial para Cabo Verde por causa dos seus líderes e a perda que tiveram tem um impacto directo naquilo que nós temos do Luxemburgo, a amizade, solidariedade, a forma carinhosa como o povo luxemburguês sempre tratou o povo cabo-verdiano que escolheu aquele país para viver”, realçou.

Para o governante, foi graças a “expressiva e cativante” comunidade cabo-verdiana residente na diáspora, “a grande embaixadora” no Luxemburgo, que fez com que existissem excelentes relações de cooperação entre os dois Estados.

De acordo com o ministro de Estado, dos Assuntos Parlamentares e da Presidência do Conselho de Ministros e ministro do Desporto, foi através do grão-duque Jean que essa relação se consolidou e estabeleceram cooperações especiais com Cabo Verde, reforçando por outro lado que essas relações “são especiais” frutos da amizade e consideração que o grão-duque tinha com o povo cabo-verdiano.

“Era uma pessoa que se preocupava muito com questões ligadas ao ambiente, daquilo que chamamos agora de mudanças climáticas e, acima de tudo, a forma humana e muita amizade que tinha para com o povo cabo-verdiano e isso é extraordinário e visível daquilo que o Luxemburgo fez e faz em Cabo Verde deve a sua liderança que imprimiu no passado”, declarou.

Fernando Elísio Freire disse esperar que os dirigentes sucessores continuem com a mesma amizade e carinho para com os cabo-verdianos que lá vivem, acrescentado que fora da Europa, “Cabo Verde é o país que o Luxemburgo tem melhores e maiores relações de cooperação”.

Nascido a 05 de Janeiro de 1921, João do Luxemburgo era filho da grã-duquesa Charlotte do Luxemburgo e do príncipe Felix de Bourbon de Parma. Depois de estudar no Luxemburgo e no Reino Unido, o herdeiro da coroa entrou na Guarda Irlandesa como voluntário em 1942, uma unidade do exército britânico.

O grão-duque Jean do Luxemburgo, que reinou durante 36 anos neste pequeno Estado europeu antes de ceder o trono ao filho Henri, faleceu no dia 23 de Abril, aos 98 anos.

No fim de 1999, o grão-duque Jean anunciou a abdicação a favor do filho Henri, que tinha 45 anos.

A sua última aparição pública ocorreu no final de Março durante um fórum organizado pela sua nora, a grã-duquesa Maria Teresa, sobre o combate à violência sexual nas zonas de guerra.

CM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos