Gertrudes Oliveira lança livro sobre desafios à educação básica em Cabo Verde 

Cidade da Praia, 27 Mar (Inforpress) – A professora Gertrudes Oliveira lança hoje, sob a chancela de Mudjer Edições, o livro “Diversidade Interculturalidade e Inclusão: desafios à educação básica em Cabo Verde”, na Biblioteca Nacional, na Cidade da Praia.

O livro, que dá o pontapé de saída no mercado da editora Mudjer Edições, resulta da tese de doutoramento em Educação da professora, realizada na Universidade de Santiago de Compostela, Espanha.

O estudo, avançou, em declarações à Inforpress, implicou uma investigação empírica em Cabo Verde, onde trabalhou com oito escolas de Ensino Básico, na Cidade da Praia, no sentido de compreender a forma como a diversidade e abordagem educativa intercultural e inclusiva está sendo trabalhada a nível da educação básica.

“O trabalho integra um debate teórico sobre estes temas relevantes da actualidade social e educativa e um estudo empírico sobre a nossa realidade concreta tanto a nível das políticas educativas, como das práticas escolares e das percepções dos docentes”, informou.

Conforme referiu, a educação em Cabo Verde é considerada o “pilar do desenvolvimento do país” e desde o período colonial ela teve um “papel relevante” e é de destacar o papel da igreja católica neste processo.

Actualmente, disse, com a independência continua-se a investir na educação, entretanto, alguns desafios subsistem, nomeadamente a nível da formação contínua dos professores, a nível da própria organização escolar, isto é, na melhoria das condições das estruturas escolares.

“Falando da abordagem intercultural, podemos falar do desafio da educação para a convivência democrática. Vivemos num mundo cada vez mais plural, num mundo de diversidade e a diversidade cultural coloca desafios a nível de uma pedagogia do diálogo, e uma pedagogia que traz no seu centro as questões da ética”, disse, ajuntando que as escolas são obrigadas a reflectirem e a reconstituir-se para poderem dar respostas a esses desafios.

Segundo a autora, o que lhe motiva a publicar este livro é o dever de partilhar o conhecimento e o desejo de “provocar”, através das leituras múltiplas, uma “reflexão mais alargada sobre os desafios existentes e as repostas necessárias e adequadas quando se define como meta uma educação de qualidade para todos”.

Gertrudes Oliveira disse à Inforpress que se sente honrada por ter esta tarefa de inaugurar a editora e de lançar o seu livro no Dia da Mulher Cabo-verdiana.

“Foi uma feliz coincidência o facto de ter sido convidada pela editora Mudjer para apresentá-lo, inaugurando assim o trabalho desta, e num dia tão especial como é o 27 de Março, Dia da Mulher Cabo-verdiana. E eu como mulher cabo-verdiana sinto-me bastante honrada”, enfatizou.

Depois do lançamento na Cidade da Praia esta obra será apresentada, durante os meses de Março e Abril, nas cidades de Assomada e Calheta.

Ainda está previsto a sua apresentação nas ilhas de São Nicolau (Tarrafal e Ribeira Brava), São Vicente (Mindelo), Sal (Espargos), bem como em Portugal (Lisboa e Coimbra), em Outubro.

AM/CP
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos