Fogo: “Smart Tour São Filipe” apresentado ao representante residente do PNUD

São Filipe, 27 Out (Inforpress) – A proposta para dotar a cidade de São Filipe de um novo e moderno sistema de sinalização turística, denominado de “Smart tour São Filipe”, foi apresentada quinta-feira, 26, ao representante residente do PNUD, David Matern.

A sinalização turística, enquanto componente da interpretação do património, tem como finalidade viabilizar e direcionar o fluxo turístico a partir de um bom sistema de sinalização, informação sobre os atractivos turísticos de modo a tornar-se num meio fundamental para dinamizar o turismo, promover o destino através da informação dos principais pontos históricos e facilitando a mobilidade dos turistas.

O “Smatr Tour São Filipe”, um projecto da edilidade de São Filipe tem por objectivo estabelecer uma leitura patrimonial e turística através de meios de interpretação e placas sinaléticas dos principais pontos e monumentos históricos da cidade de São Filipe, sendo que numa primeira fase serão implementadas 20 sinaléticas turísticas em sítios e monumentos históricos.

O formato de actuação visa apresentar a proposta criativa da sinalização, criação de conteúdos de texto e multimédia, implementação da plataforma digital para leitura da informação turística assim como acompanhamento da implementação e montagem do novo sistema de sinalização turística.

Como objectivos específicos, o “Smart tour São Filipe” visa identificar os diferentes atractivos turísticos da cidade, contribuir para a construção de um sistema de sinalização turística para apoio e mobilidade dos turistas e visitantes e traçar uma proposta de mapeamento da cidade de modo a facilitar a identificação e interpretação dos atractivos turísticos existentes.

A sinalização respeita a legislação rodoviária e turística, a visibilidade, legibilidade e segurança, assegurar a continuidade das mensagens até atingir o destino pretendido mantendo a coerência nas informações, assim como garantir fácil acesso aos atractivos turísticos.

A sinalética principal contempla o mapa da cidade e a localização dos 20 pontos históricos identificados de forma numérica, sendo que a sinalética de sítios, monumentos e pontos de interesse serão identificados pelo nome do sítio e o número de referência no mapa para que se possa localizar onde está situado.

Cada ponto turístico terá um QR Code [Código de Resposta Rápida, em português, um código de barras 2D que armazena diversas informações, podendo ser personalizável de acordo com a sua aplicação] que irá direcionar o turista ou visitante para uma plataforma ou aplicativo para acesso a informação desse ponto de interesse, sendo que as informações de cada ponto serão disponibilizadas por áudio em três línguas (portuguesa, inglesa e francesa) assim como em texto.

JR/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos