Fogo: Sétima edição de “São Filipe Semana d´Arte” inicia com festa do milho em Ponta Verde – Vereadora da Cultura (c/áudio)

São Filipe, 28 Out (Inforpress) – A sétima edição de “São Filipe Semana d´Arte”, que decorre de 01 a 07 de Novembro, inicia-se com a realização da festa do milho em Ponta Verde e terceira gala de reconhecimento cultural no centro Armand Montrond.

A vereadora da Cultura da câmara de São Filipe, Lia Barbosa, avançou à Inforpress que “São Filipe Semana d´Arte” começa no dia 01 de Novembro e prolonga-se até o dia 07, semana durante a qual em que São Filipe se respira cultura, sublinhando que este ano haverá algumas novidades comparativamente às edições anteriores.

Segundo a mesma, chegam dois formadores do Brasil que vão ministrar uma oficina sobre a rota das festas juninas e carnavalescas e durante quatro dias, decorrerá nas instalações da Casa das Bandeiras a oficina destinada aos agentes culturais ligados às festas das bandeiras, mas também para os carnavalescos, lamentando o facto da formação não poder cobrir toda a semana por questões ligadas aos transportes.

Ainda como novidade apontou a vinda do grupo de teatro Dja d´Sal, numa parceria com a Câmara do Sal para durante a semana ministrar formação em matéria de estátuas vivas para os actores e artistas do município, além de espetáculos.

Lia Barbosa disse que depois de alguma ausência o grupo Enigma da Cidade da Praia, que tinha participado nas primeiras edições, vai participar no “São Filipe Semana d´Arte”, através de uma parceria com a Câmara da Praia para espetáculos e workshop sobre malabarismo, pernas de paus e outros.

“São estas novidades que temos este ano e que não tínhamos nas duas edições anteriores”, disse Lia Barbosa, indicando que é uma forma de responder àquilo que os artistas pedem sempre, que é ter artistas de outras paragens, para intercâmbio, interação e trocas de experiência, como forma de aprenderem novas técnicas e visões daquilo que se faz a nível da cultura nas outras paragens.

Durante a semana, segundo a vereadora, haverá música nos bairros da cidade e no interior, observando que depois de no ano passado ter contemplado a localidade de Monte Grande, este ano a localidade de zona sul a ser beneficiada é a de Patim e na zona norte, depois de Ponta Verde, no ano passado, este ano vai-se beneficiar a comunidade de S.Jorge, levando a música, estátuas vivas, danças e enigmas para estas duas localidades além dos bairros da cidade de São Filipe.

Também, explicou que, contrariamente às edições anteriores em que só levavam música às zonas do interior, este ano optou-se por levar um pouco mais do que a música, nomeadamente dança, estátuas vivas e espetáculo com grupo Enigmas, convidando a população a estar atenta e, sobretudo, a participar porque o artistas só sente vontade quando tem público, esperando a máxima participação da população que vive a cultura de forma diferente e com maior intensidade, lembrando que São Filipe comemora as festas de todos os Santos de Cabo Verde.

Segundo a vereadora, contrariamente às edições anteriores este ano a semana não se inicia com a gala de reconhecimento cultural, mas com a festa do milho, na localidade de Ponta Verde, das 14 às 18 horas com actuação de DJ e o grupo Original de Pati, sublinhando que é uma forma encontrada de dar oportunidades aos agricultores, quer da zona norte como da zona sul, através da festa do milho e do derivados do milho e daquilo que se produz na ilha, apelando para uma participação dos munícipes, por ser um feriado e as pessoas podem aproveitar e passar com a família.

Lia Barbosa rematou ainda que, para além de ouvir a boa música tradicional, as pessoas podem apreciar a gastronomia confeccionada a partir do milho e não só, observando que a festa do milho não se limita apenas ao milho e seus derivados.
Depois da festa do milho e no mesmo dia, a partir das 19:30, está agendada a gala de reconhecimento cultural com oito categorias, nomeadamente festas das Bandeiras e do reinado, música, teatro, artes plásticas, artesanato, carnaval, dança e gastronomia, à semelhança das edições anteriores, sublinhando que nesta que é terceira gala, serão reconhecidas 12 agentes culturais nas diversas categorias.
A sétima edição de “São Filipe Semana d´Arte” será encerrada com a gala de Todo São Filipe Canta, no dia 07 de Novembro, e segundo a vereadora estão inscritos oito concorrentes que estão no processo de ensaio e vão ser anunciados para que os munícipes possam conhecê-los de modo a poderem se dirigir ao centro cultural Armand Montrond para apoiar as pessoas que fazem a cultura.

Durante a semana de arte estão agendadas outras actividades como a de Festival Internacional de Cinema mas também feira e exposição e a ideia, segundo a vereadora, é levar a habitual exposição, que normalmente é feita no Centro Sete Sóis Sete Luas, para a rua, nomeadamente para o largo de Alto São Pedro, convidando a população para visitar os trabalhos dos artesãos e artistas plásticos que é uma forma de apoiar e reconhecer o que fazem, mas também para comprar peças para apoiar a economia local.

No mesmo espaço estará a exposição fotográfica “centenários de Cabo Verde”, do fotojornalista da Inforpress João Paulo Tavares e a edilidade vai levar algumas actividades culturais para a feira para atrair maior número de pessoas.

“Escolhemos o Alto São Pedro por ser uma zona de maior concentração/circulação de munícipes no centro da cidade e a exposição decorre das 09 às 14 horas porque grande parte dos artesãos e artistas plásticos que estão na exposição vão participar da oficina com formadores brasileiros”, concluiu.

JR/JMV
Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos