Fogo: PN prevê festa tranquila com retirada de 14 quilos de estupefacientes e cinco mil litros de aguardante de circulação

São Filipe, 09 Abr (Inforpress) – A Polícia Nacional (PN), perspectiva que a festa do dia do município e da bandeira de São Filipe decorrerá de forma tranquila com a retirada de circulação de mais de 14 quilos de estupefacientes e cinco mil litros de aguardante.

O comandante Regional da PN, comissário, Roberto Costa Fernandes, fez este prognóstico durante uma conferência de imprensa para falar sobre o plano policial para as festividades do dia do município e da festa da bandeira que anualmente trazem à ilha do Fogo milhares de pessoas.

Conforme o comissário, à semelhança dos anos anteriores o Comando Regional, mais precisamente a Esquadra Policial de São Filipe elaborou um plano para a cobertura das actividades da festa da bandeira de São Filipe e do dia do município, indicando que para a sua preparação a PN realizou muitas operações policiais.

Roberto Costa Fernandes indicou que este ano a PN começou o plano mais cedo, desde Janeiro devido a aproximação das festas do Carnaval, tendo realizado desde o início do ano um conjunto de operações, quase que diária no porto de Vale dos Cavaleiros na chegada das embarcações, como medida preventiva para impedir a entrada de produtos estupefacientes e outras substâncias psicotrópicas e aguardente de qualidade duvidosa.

Das operações resultaram na apreensão de seis quantidades de estupefacientes, num total de 14.77 quilogramas e na apreensão de 5.229 litros de aguardente de qualidade duvidosa que foram retiradas de circulação o que permitira que a festa de São Filipe, à semelhança do que aconteceu no Carnaval, em que houve menos registos de criminalidade, decorra também na tranquilidade.

Dados avançados pelo comandante Regional da PN, e baseado num estudo realizado, aponta que 50 por cento (%) dos crimes cometidos os seus autores actuam sob efeito de substâncias psicotrópicas e que na maior parte dos crimes contra as pessoas e crimes contra patrimónios, os autores actuam sob efeitos de estupefacientes e/ou de álcool.

“Pensamos que vamos ter uma festa de São Filipe mais tranquila com as operações realizadas e com retirada de circulação de mais de 14 quilos de estupefacientes e mais de cinco mil litros de aguardente de qualidade duvidosa”, afirma Roberto Costa Fernandes, indicando que as substâncias psicotrópicas foram entregues ao Ministério Público e aguardente de má qualidade colocada à disposição de Inspecção Geral das Actividades Económicas (IGAE), sendo que uma parte dessa aguardente já foi destruída e outra parte aguarda a conclusão do processo para a sua destruição.

Com relação ao plano de cobertura policial, o responsável frisou que vai ser executado nos mesmos moldes dos anos anteriores e que a Esquadra de São Filipe contará com reforço dos efectivos das outras esquadras do Comando Regional da PN, sobretudo entre 25 de Abril e 02 de Maio, período de maior incidência na realização das actividades.

Para o comandante Regional o número de efectivos das esquadras que compõe o Comando são suficientes para garantir a segurança e tranquilidade durante o período festivo, observando que não foi solicitado reforço da Praia porque no ano passado o Comando foi contemplado com novos efectivos.

Igualmente em termos de meio de mobilidade a Esquadra de São Filipe vai recorrer às viaturas das outras Esquadras para garantir a mobilidade do pessoal durante as festas do dia do município e da bandeira de São Filipe.

JR/FP

Inforpress/Fom

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos