Fogo: Eixo “ambiente” do PEMDS dos Mosteiros prevê intervenção em três grandes áreas e investimento de cerca de 600 mil contos

São Filipe, 22 Ago (Inforpress) – O eixo “ambiente”, um dos cinco grandes eixos dos Plano Estratégico Municipal de Desenvolvimento Sustentável (PEMDS) dos Mosteiros, prevê três áreas de intervenção até 2022, num investimento que ronda os 600 mil contos.

O PEMDS, aprovado pelo órgão deliberativo dos Mosteiros (Assembleia Municipal) e socializado com a comunidade emigrada nos Estados Unidos e com os principais parceiros na semana passada, nos Mosteiros, no eixo ambiente destaca três programas, nomeadamente gestão dos resíduos, educação e valorização ambiental e infra-estruturação municipal.

No programa de gestão de resíduos, segundo o ponto focal da Plataforma Mosteiros, vereador Fábio Vieira, destaca-se a modernização do sistema de recolha e tratamento de resíduos sólidos e promoção da sustentabilidade ambiental, através de sistema de recolha e tratamento moderno de resíduos sólidos e promover a sustentabilidade ambiental, assim como a recolha domiciliária do lixo, e o projecto-piloto de criação de uma rede de esgotos no centro da cidade, de entre outras acções.

No programa municipal de educação e valorização ambiente, que tem como propósito edificar um município saudável e ambientalmente sustentável, com impacto na qualidade de vida, das acções em curso ou previstas no âmbito do PEMDS, destacam-se a extensão da orla marítima requalificada para uma dezena de localidades, beneficiar agregados familiares com actividades geradoras de rendimento, através dos projectos “Eco Monte Velha” e “Mais Ambiente”.

Para este programa, prevê-se mais de 220 mil contos, dos quais 75 mil contos ainda estão por mobilizar junto dos parceiros para implementação das acções, cujo prazo de execução é o horizonte 2022.

O terceiro programa dentro do eixo “ambiente” está relacionado com a infra-estruturação municipal, o que passa pela modernização da rede viária municipal, melhoria da acessibilidade e a comunicação entre as comunidades, transformação do layout paisagístico e criação de espaços de dinamização da vida municipal.

Este programa prevê investimentos na ordem dos 260 mil contos, dos quais 140 mil contos ainda estão por mobilizar, prevendo-se como principais acções a extensão de estradas e ruas requalificadas em quase todas as localidades do município, pintar mosteiros, construção do hipódromo municipal, arrelvamento (em curso) do campo de Ribeira do Ilhéu.

O custo global de implementação do PEMDS dos Mosteiros é de 854 mil contos e só para o eixo “ambiente”, prevê-se 577 mil contos, o que corresponde a 67.6 por cento (%).

A Câmara dos Mosteiros prevê investir 105 mil contos na implementação do plano na sua globalidade o que representa 12.3% do montante global.

JR/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos