FECAP participa no congresso da Internacional da Educação em Julho, na Tailândia

Porto Novo, 30 Abr (Inforpress) – A Federação Cabo-verdiana dos Professores (FECAP) prepara já a sua participação no congresso da Internacional da Educação (IE), que se realiza em Julho, em Bankoque, na Tailândia, informou hoje o vice-presidente dessa federação, António Teixeira.

A FECAP, enquanto membro pleno da IE, participará nesse evento, que tem como propósito a promoção do direito à educação inclusiva e de qualidade para todos, avançou António Teixeira, enaltecendo ainda o facto de essa federação ter, nesses anos de existência, participado já em intercâmbios, simpósios, seminários e conferências, que visam esse mesmo objectivo.

A FECAP aproveita a passagem do Dia do Trabalhador e encerramento do mês do professor (Abril) para “se comprometer a continuar a luta” em defesa dos direitos dos professores e profissionais da educação, com vista a “garantir a promoção de uma educação inclusiva e de qualidade” em Cabo Verde.

Falando à imprensa, na cidade do Porto Novo, o vice-presidente da FECAP enalteceu o trabalho dos docentes em prol de uma educação e formação de qualidade para os jovens, no país.

“Neste mês de Abril, mês do professor cabo-verdiano, e por ocasião do Dia do Trabalhador, a FECAP enaltece o trabalho de todos os profissionais da educação pela valiosa contribuição que vêm dando pela causa da educação e formação”, sublinhou este sindicalista, que avançou que essa federarão reconhece “o mérito” da classe docente “não obstante algumas dificuldades que ainda persistem”.

A FECAP, enquanto organização sindical, defensor e promotor de uma educação inclusiva e de qualidade, tem tido “um papel activo” na defesa dos direitos dos professores, o que lhe vem dando “um reconhecimento e visibilidade” tanto nacional como internacionalmente, segundo António Teixeira.

Este sindicalista referiu-se ainda às acções que têm marcado a actuação da FECAP, destacando a criação de sindicatos de professores nas várias ilhas, a promoção de actividades formativas pedagógicas e sindicais e assinatura de protocolos com congéneres dos países lusófonos, francófonos e anglófonos.

JM/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos