EUA doam 100 mil doses da vacina da Moderna a Cabo Verde e anunciam mais 200 mil da Pfizer para a semana

Cidade da Praia, 04 Out (Inforpress) – Os Estados Unidos ofereceram hoje a Cabo Verde 100 mil doses da vacina da Moderna, que vão dar um “impulso importante” à campanha de vacinação contra a covid-19 e para a semana chegam mais 200 mil da Pfizer.

O ministro dos Negócios Estrangeiros, Cooperação e Integração Regional, Rui Figueiredo Soares, que representou o Governo juntamente com o seu colega da Saúde, Arlindo do Rosário, destacou, na ocasião, o gesto do Governo dos EUA, dizendo que se trata de uma oferta que vai ajudar o país a reforçar a sua campanha de vacinação contra a covid-19.

Para Figueiredo Soares, o sucesso de Cabo Verde na vacinação contra a covid-19 tem sido tomado como uma referência em várias partes do mundo.

“Este sucesso deve-se ao empenho dos nossos parceiros”, sublinhou o governante, que aproveitou o ensejo para apelar aos cabo-verdianos a aderirem cada vez mais à vacinação, porque, disse, Cabo Verde tem empreendido “esforços enormes” para conseguir vacinas.

Para o ministro, vacinar é proteger a economia cabo-verdiana e, consequentemente, permitir a retoma do turismo que, na sua perspectiva, “é tão importante para o bem-estar da população”.

Por sua vez, a encarregada dos Negócios da Embaixada dos EUA, na Praia, Amanda Porter, afirmou que aquele acto é “mais um exemplo da força da parceria entre os Estados Unidos da América e Cabo Verde”.

“Em nome do embaixador Jeff Daigle e do povo americano, sentimo-nos profundamente honrados por esta parceria com o vosso Governo, nossos parceiros internacionais e o povo de Cabo Verde, no combate a esta pandemia”, referiu Amanda Porter.

Estas vacinas, salientou, darão um impulso importante à campanha de vacinação contra a covid-19 em curso no país.

“Também prevemos que, de acordo com o nosso compromisso anunciado anteriormente de doar 200.000 vacinas da Pfizer, estas chegarão nas próximas semanas”, anunciou a encarregada dos Negócios.

Amanda Porter aproveitou para incentivar os cabo-verdianos a vacinarem-se contra a covid-19, lembrando que a vacina da Moderna é “segura e eficaz”.

“Foi desenvolvida com base na ciência que existe há décadas e é produto de testes rigorosos”, admitiu, acrescentando que as vacinas evitam casos graves e morte, além de reduzirem o risco de propagação do vírus que causa a covid-19.

Esta doação feita a Cabo Verde vem juntar-se às mais de 110 milhões de doses que os Estados Unidos já doaram a mais de 60 países.

Em Setembro, o Presidente Joe Biden anunciou que os EUA comprarão e doarão mais 500 milhões de vacinas da Pfizer.

LC/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos