Dengue: Delegacia de saúde e CMP pedem tolerância de ponto no dia 01 de Dezembro para mega campanha de limpeza na Praia

Cidade da Praia, 25 Nov (Inforpress) – A Delegacia de Saúde e Câmara Municipal da Praia vão solicitar ao Governo a declaração de tolerância de ponto na próxima sexta-feira, 01 de Dezembro, para a realização de uma mega campanha de limpeza no município da Praia.

A informação foi avançada hoje pela delegada de Saúde da Praia, Ulardina Furtado, e pela vereadora da acção social da Câmara Municipal da Praia (CMP), Fernando Pinto, na sequência de uma primeira campanha de limpeza realizada em algumas zonas consideradas prioritárias.

O foco, segundo Fernando Pinto, que é também vice-presidente da Comissão Municipal de Saúde, é a eliminação dos focos de mosquitos vectores de transmissão da dengue, que neste momento afecta Cabo Verde e a capital do país.

“O objectivo é que num dia de semana as pessoas sejam dispensadas para limpar as suas comunidades apanhando, retirando e limpando tudo que são criadouros de mosquitos, como pneus, vasilhas de água, garrafas, vasos de plantas e outros lixos ou utensílios que acumulam água e tornam propício para criação e a propagação dos mosquitos”, explicou.

Uma primeira campanha de limpeza foi realizada hoje, com especial enfoque nas zonas como Platô, Várzea da Companhia, Achadinha, Fazenda e Tira Chapéu, envolvendo militares, voluntários das associações comunitárias e da Igreja Baptista, bem como funcionários e algumas pessoas das comunidades.

A delegada de saúde na Praia, Ulardina Furtado, realça a importância desse “djunta mon” (juntar as mãos) para esta causa social, que afirma vai ter impacto real na saúde de toda a população.

“O importante é passar a mensagem a todos os cidadãos de que são responsáveis pela sua saúde e que a limpeza da sua casa, da comunidade, da sua zona reflecte na saúde de todos. A dengue é transmitida pelo mosquito vector que só pica as pessoas porque encontram espaço propício para a sua criação”, disse.

Neste sentido apela às pessoas que evitem água parada, bidões e cisternas mal cobertos, que esvaziem e limpem os vasos das plantas, eliminem os pneus, esses espaços propícios para o desenvolvimento dos mosquitos.

“Neste momento a mensagem é que as pessoas participem e engajem na limpeza das suas zonas, para eliminar os focos de criação de mosquitos dentro das suas casas e nos arredores e deixar que as equipas das delegacia de saúde entrem para pulverização dentro das casas, porque é o mosquito da dengue que está dentro das casas ”, realçou.

Segundo a delegada, até sexta-feira, 24, o concelho da Praia contava com 14 casos confirmados e 28 casos suspeitos que são tratados como sendo casos de dengue para evitar complicações.

Em 2009 Cabo Verde registou uma epidemia da dengue com registo de mais 21.000 casos.

MJB/CP

Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos