Covid-19/Santa Catarina: Campanha “Um gesto, uma esperança” mobiliza apoios para localidade de Chã de Tanque e arredores

Pedra Badejo, 15 Abr (Inforpress) – Os descendentes das localidades de Chã de Tanque, Mato Sanches, Achada Grande e vizinhanças, no concelho de Santa Catarina, estão a promover uma campanha para angariar fundos para apoiar as famílias vulneráveis durante a pandemia da covid-19.

O promotor da iniciativa, Felisberto Moreira, explicou à Inforpress que a campanha solidária “Um gesto, uma esperança” surgiu tendo em conta que essas zonas rurais vêm sofrendo com três anos consecutivos de seca, situação que agravou com a pandemia da covid-19, afectando ainda mais a condição económica dessas famílias.

“Não obstante as medidas anunciadas e que estão sendo implementadas pelo Governo, visando, por um lado, impedir a propagação da doença, e por outro lado, apoiar as pessoas com dificuldades económicas, muitas famílias continuam a enfrentar grandes dificuldades”, observou.

Conforme demonstrou, foi com base nisso que um grupo de quadros oriundos dessas “ribeiras”, residentes na cidade da Praia, decidiu abraçar esta causa, dando o seu contributo em prol de melhores condições para as famílias.

A campanha visa mobilizar recursos financeiros, géneros alimentícios e materiais de higiene para doar aos mais necessitados.

“Pretendemos mobilizar indivíduos residentes no País e na diáspora, organizações da sociedade civil, instituições públicas e privadas em torno de uma causa nobre”, declarou.

A organização quer angariar o máximo de recursos para apoiar todas as famílias que não têm um rendimento permanente e que, por conseguinte, enfrentam “graves dificuldades”, sobretudo durante o período de emergência.

Neste sentido, mostrou-se expectante em conseguir, efectivamente, passar a mensagem e garantir o maior engajamento, com vista a levar um “gesto de amor e esperança aos amigos, vizinhos e familiares”.

De acordo com dados oficiais, Cabo Verde regista até este momento 11 casos confirmados da covid-19, um recuperado e um óbito.

Com sete casos confirmados, Boa Vista é a ilha com maior número de infectados, seguida de Santiago com três e um em São Vicente.

WM/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos