Covid-19/Porto Novo: Protecção Civil alerta portonovenses para evitarem amontoar garrafas de gás em casa

Porto Novo, 29 Mar (Inforpress) – Os serviços da Protecção Civil no Porto Novo, em Santo Antão, alertaram hoje aos portonovenses para evitarem juntar garrafas de gás em casa, como está a acontecer, nesta altura, neste município.

O comandante do Corpo dos Bombeiros Voluntários no Porto Novo, Balbino Gomes, disse à Inforpress ter conhecimento de que muitas famílias neste concelho têm optado por amontoar botijas de gás em casa, com receio de que possa haver ruptura do produto no mercado local.

Trata-se de um procedimento que, explicou Balbino Gomes, coloca em perigo a segurança das pessoas e das habitações, já que existem, nestas condições, “grande probabilidade” de ocorrer incêndios e explosões.

Segundo este responsável, essa situação está a preocupar, sobremaneira, os bombeiros e os serviços da Protecção Civil, em geral, no Porto Novo, porque está em causa a segurança dos cidadãos.

Entretanto, as empresas nacionais distribuidoras do gás têm vindo a pedir aos seus clientes para comprarem apenas a quantidade necessária deste produto, evitando, com isso, o açambarcamento de várias garrafas de gás em casa, que, por conseguinte, comprometem a sua segurança.

Em comunicado enviado à Inforpress, a Empresa Nacional dos Combustíveis e Lubrificantes (Enacol) garantiu que, em termos de abastecimento de gás butano, possui em todas as ilhas uma rede de revendedores desse produto, para além de o ter à venda nos seus postos, dispondo-o “em quantidade suficiente” para continuar a garantir “o fluxo de fornecimento”.

Apela, por isso, aos seus clientes a comprarem apenas a quantidade de gás de que necessitam, assegurando que o ‘stock’ deste produto estará constantemente a ser reposto, para atender às necessidades dos clientes.

JM /JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos