Covid-19/Porto Novo: Criadores de gado do Planalto Norte com dificuldades em comercializar o queijo local

Porto Novo, 30 Mar (Inforpress) – Os criadores de gado do Planalto Norte do Porto Novo, em Santo Antão, estão a enfrentar dificuldades na comercialização do queijo, “situação que está a complicar a vida” dessa classe, segundo o seu representante, António Lima.

“A nossa economia depende da produção e venda do queijo, mas com a quarentena, na sequência do novo coronavírus, não  podemos e nem temos conseguido vender um queijo sequer”, explicou este criador de gado, conhecido pelo queijo curado que produz.

Essa situação, segundo o representante dos criadores, está a criar muitas dificuldades às famílias do Planalto Norte do Porto Novo, que vivem, essencialmente, da pecuária.

Para os criadores, perante os contratempos na venda do queijo, será também “muito difícil” salvar os animais, tendo em consideração os três anos de seca severa consecutivos por que passa o Planalto Norte.

António Lima, que é também líder da associação comunitária Luz Verde do Norte, já havia alertado a “quem de direito” para a situação em que se encontram as famílias no Planalto Norte, que vivem, no seu entender, “o pior momento de todos os tempos”, por causa da seca, mas também das dificuldades na comercialização do queijo, actividade da qual depende a economia local.

O delegado municipal do Planalto Norte, Manuel Lima, informou, igualmente, que os criadores de gado dessa localidade estão a passar por “uma situação muito complicada”, já que não estão a conseguir fazer o escoamento do queijo.

JM/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos