Covid-19: Médico não desiste do doente, disse ministro da Saúde ao descartar a hipótese de pedir a sua demissão

Cidade da Praia, 15 Abr (Inforpress) – O ministro da Saúde disse hoje que nunca pensou em pedir a demissão, alegando que como médico aprendeu a lição de que “médico trata do doente sempre e não desiste”.

Arlindo do Rosário defendeu esta posição em conferência de imprensa, esta tarde, quando perguntado se já ponderou pedir a sua demissão do Governo pelos erros eventualmente cometidos na Boa Vista, quanto às medidas de prevenção dos trabalhadores do hotel Riu Karamboa.

“Sou médico e como tal trato do doente sempre e não desisto. Enquanto poder ser útil ao país, darei a minha contribuição de forma humilde e empenhada (…)”, disse em declarações aos jornalistas, quando questionado sobre a possibilidade de se demitir.

Quanto à mudança da delegada de saúde num momento em que a ilha necessita de maior cuidado, devido ao aumento de casos de covid-19, o ministro da Saúde explicou que não houve demissão como se está a querer passar, mas sim substituição.

“A anterior delegada já tinha a decorrer um processo de mudança, que já tinha sido equacionado antes do aparecimento do primeiro caso na ilha. Neste momento, a pessoa que foi substituí-la já se encontra na Boa Vista e a dirigir a delegacia de saúde da ilha”, acrescentou.

Respondendo à questão das medidas que irão ser tomadas a partir de agora na Boa Vista, o governante referiu que cabe ao sector da saúde tratar dos doentes e lidar com as situações sanitárias.O trabalho a ser feito na ilha, sublinhou, não pode ficar de exclusiva responsabilidade do sector da saúde, mas sim articulado e realizado por todos.

“Não é por falta de informações que não iremos vencer essa luta, pois, as pessoas estão bem informadas”, disse.

Informou ainda que todos os casos com sintomas respiratórios irão ser investigados na ilha da Boa Vista.

Diante do cenário que hoje vivem as pessoas da Boa Vista, com o aumento de casos positivos relativos aos trabalhadores do Karamboa, e toda a situação que forçou a saída destes do confinamento, no dia em que fizeram testes para exames, Arlindo do Rosário informou que o Ministério da Saúde só se comprometeu em realizar testes e não se comprometeu nunca com a saída dos funcionários do hotel no mesmo dia.

O ministro ressaltou ainda que neste momento todos os funcionários do hotel já estão colocados no isolamento e a serem controlados e medicados.

O País contabiliza hoje 55 casos positivos do novo coronavírus, sendo 51 na ilha da Boa Vista, três na Cidade da Praia e um na ilha de São Vicente.

PC/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos