Covid-19/Ilha do Sal: Táxis vão passar a ter viseiras separadoras dos bancos de frente e trás (c/áudio)

Espargos, 06 Mai (Inforpress) – Os táxis, na ilha do Sal, vão passar a ostentar viseiras separadoras dos bancos de frente e trás, para maior segurança e tranquilidade tanto dos taxistas como dos passageiros, propósito motivado pelo contexto da pandemia de covid-19.

A decisão saiu de um encontro, esta tarde, entre o presidente da Câmara Municipal do Sal, Júlio Lopes, a vereadora Carla Carvalhal, e a nova direcção da Associação dos Taxistas, na ilha, representada pelo presidente Adalberto Silva e o tesoureiro Domingos Lima.

Além desta medida, no quadro da nova realidade provocada pelo novo coronavírus, várias outras deverão ser, também, implementadas e reforçadas, nomeadamente utilização de mascarás e outras medidas de protecção individual, comportamento e atitudes de prevenção, formação sobre normas de higiene.

Implementação do cadastro dos taxistas com carteira profissional, perfil e uniformização da indumentária, central de táxi via aplicativo em telemóvel, instalação da sede da Associação e apoio social aos taxistas que não estão a trabalhar por causa de redução do número de clientes, foram outras indicações saídas do encontro.

Júlio Lopes explicou em declarações à Inforpress que essas medidas se justificam e são importantes já que permitem maior segurança nos transportes.

Indicou que Sal conta, neste momento com mais de 200 táxis, 500 taxistas que atendem a mais de duas mil pessoas.

“Por conseguinte temos que também pensar na segurança dos taxistas, no conforto dos passageiros, através destas medidas, por forma a que a actividade dos táxis possa vir a recuperar, porque o negócio dos táxis baixou consideravelmente”, sublinhou.

A Inforpress tentou ouvir também o presidente da Associação de Táxis, Adalberto Silva, mas sem sucesso.

SC/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos