Covid-19/Fogo: Famílias abrangidas pelas medidas do Governo devem começar a receber a partir de hoje – presidente

São Filipe, 22 Abr (Inforpress) – As mais de 370 famílias do município de Santa Catarina do Fogo que beneficiam do rendimento solidário, rendimento social de inclusão e rendimento social de emergência devem começar a receber os apoios a partir de hoje.

A informação foi avançada a Inforpress pelo presidente da Câmara Municipal de Santa Catarina do Fogo, Alberto Nunes, que assegurou que a lista das famílias a serem contempladas foi enviada na semana passada ao Ministério da Família e Inclusão Social que já autorizou o pagamento de pelo menos 85 por cento (%) da mesma.

Garantiu que a partir de hoje o montante será depositado nas contas das famílias.

Alberto Nunes indicou que com o rendimento solidário serão contempladas 302 famílias com o valor de 10 mil escudos, no rendimento social de inclusão, um total de 47 famílias com o valo de cinco mil e quinhentos escudos mensal durante dois anos e 28 famílias com rendimento social de emergência, com o valor de cinco mil e quinhentos escudos.

A autarquia de Santa Catarina do Fogo concluiu na semana passada a distribuição de 442 cabazes de Ficase, beneficiando 287 famílias e cobrindo 1.689 agregados familiares, enquanto a câmara disponibilizou 300 cestas básicas a igual número de famílias, no valor médio de cinco mil escudos, beneficiando de fora directa 1.987.

As famílias contempladas foram seleccionadas e encaminhadas para as lojas nas próprias localidades para levantar os produtos de que mais precisavam, com excepção de bebidas alcoólicas e cigarros, segundo o presidente Alberto Nunes, também como forma de pensar e ajudar na economia local.

A autarquia disponibilizou um subsídio para alimentação no valor de quatro mil escudos aos 71 estudantes do município que se encontram na ilha de Santiago (Praia e Assomada).

Segundo o mesmo, o seu município tem estado a receber apoio de algumas empresas e instituições, como a Intercidades e Cavibel Industrias, com produtos que foram distribuídos às pessoas idosas e às com deficiência, sublinhando que algumas instituições religiosas estão a distribuir cestas básicas sempre com a orientação da câmara municipal.

JR/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos