Covid-19: Dados da Universidade Johns Hopkins mostram que EUA registam recorde diário de mortes

Washington, 01 Abr (Inforpress) – Os Estados Unidos registaram esta terça-feira um recorde diário de 865 mortes, de acordo com uma contagem efectuada pela Universidade Johns Hopkins.

Com esta forte aceleração elevou-se para 3.873 o número total de mortes desde o início da pandemia no país.

Os Estados Unidos também são, de longe, o país do mundo com o maior número de casos registados (188.172), registando nas últimas 24 horas mais 24.743 pessoas infectadas, ainda de acordo com a universidade, que actualiza continuamente os dados.

O número recorde de mortes em 24 horas foi observado a 27 de Março na Itália (969 mortes).

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infectou mais de 828 mil pessoas em todo o mundo, das quais morreram mais de 41 mil.

Dos casos de infecção, pelo menos 165 mil são considerados curados.

Depois de surgir na China, em Dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu, com mais de 452 mil infectados e mais de 29.900 mortos, é aquele onde se regista actualmente o maior número de casos, e a Itália é o país do mundo com mais vítimas mortais, com 12.428 mortos em 105.792 mil casos confirmados.

Inforpress/Lusa/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos