Covid-19: “Colaboração responsável de todos é imprescindível no combate à pandemia” – antigo Presidente Pedro Pires

Pedra Badejo, 21 Abr (Inforpress) – O antigo Presidente da República, Pedro Pires, considerou hoje que a cooperação e participação responsável das pessoas são imprescindíveis no combate à pandemia da covid-19, numa ocasião em que o País já registou 67 casos confirmados da doença.

O comandante que lutou pela independência de Cabo Verde fez estas afirmações numa carta aberta endereçada aos cabo-verdianos, na sequência da prorrogação do estado de emergência nacional.

“Esta decisão significa que não estão ainda criadas condições sanitárias e comportamentais que permitiriam dispensar, sem riscos sérios para a saúde pública, as medidas obrigatórias de confinamento domiciliário e de distanciamento físico e social”, observou.

Segundo demonstrou, nestas “circunstâncias criticas”, é necessário ter em conta que o Governo e outras entidades agem e trabalham em prol do bem-comum. Para Pedro Pires, a responsabilidade pelo sucesso desta batalha nacional pela saúde e bem-estar incumbe a todos.

“Entendo que é na perspectiva de proteger a saúde pública e a continuidade da Nação que se deve encarar o dever pessoal e colectivo inadiável de solidariedade com a nossa terra e com o nosso povo”, afirmou.

No seu entender, o exercício “efectivo e eficaz” da autoridade pública é, nestas circunstâncias, “imprescindível”, daí a necessidade de respeitar e acatar as orientações dos agentes da segurança pública e protecção, sem se esquecer do lado pessoal destes profissionais.

“Eles correm riscos de contágio, estão afastados dos seus familiares e amigos e estão sujeitos às mesmas pressões psicológicas e renúncias e a idênticos sacrifícios pessoais. Estão-se sacrificando, por dever de ofício, pelo nosso bem-comum. Merecem respeito, gratidão e reconhecimento”, afiançou.

O antigo chefe da Nação solidarizou-se com a ilha da Boa Vista, que, conforme observou, se encontra numa “situação grave que preocupa a todos”.

“No nosso comportamento do dia-a-dia, devemos conduzir-nos de forma cautelosa, considerando que o coronavírus está sempre presente e os riscos de contrair a enfermidade são permanentes. Em tais circunstâncias, a irreflexão e a imprudência são más companheiras de viagem”, alertou.

Pedro Pires endereçou palavras de força e coragem para as pessoas que foram contaminadas, salientando que é com “fé, luta e resistência” que conseguirão realizar os seus desejos.

Entretanto, realçou que, nas actuais circunstâncias, é importante fixar a primeira prioridade, que é concentração dos meios e esforços no combate à expansão do novo coronavírus.

“Esta pandemia mexeu com a vida das pessoas e das Nações. Ninguém ficou incólume! O que estava seguro passou a ser inseguro; o que estava certo passou a ser incerto. Semeou a incerteza e a imprevisibilidade por todo o lado. Destas alterações, virão graves e variadas consequências que, vencida a epidemia, terão que ser repensadas, reequacionadas e resolvidas”, enfatizou.

De acordo com dados oficiais, Cabo Verde regista até este momento 67 casos confirmados da covid-19, um recuperado e um óbito.

WM/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos