Covid-19: Cerca 2.600 agregados familiares de São Domingos beneficiados com ajuda alimentar – câmara municipal

Cidade da Praia, 11 Abr (Inforpress) – Cerca de 2.600 agregados familiares de São Domingos já beneficiaram de apoio alimentar no quadro da implementação das medidas tomadas para fazer face às dificuldades das famílias durante a pandemia da covid-19.

A informação foi avançada numa nota enviada à Inforpress pelo presidente da câmara municipal, Clemente Garcia, que adianta que a campanha de ajuda alimentar prossegue a bom ritmo, ultrapassando já a meta inicial que era de beneficiar 2.000 agregados.

“A câmara municipal de São Domingos esteve sempre muito engajada desde a primeira hora na luta contra o inimigo comum, a covid-19, e sempre em estreita colaboração, quer com as autoridades sanitárias do país, quer com o Serviço Nacional de Protecção Civil, a Polícia Nacional e os diversos serviços desconcentrados, ONGs, pelo que, as coisas funcionam dentro do programado até o presente momento”, refere  o autarca.

Segundo Clemente Garcia, a campanha vai prosseguir para apoiar também as famílias do centro do município e arredores, garantindo que nesta hora difícil é importante que todas pessoas do concelho estejam cobertas pelos apoios.

Para tal, indicou, que a câmara municipal de São Domingos está a contar a com a forte parceria da Ficase e o envolvimento directo de alguns empresários que atenderam de pronto a solicitação da edilidade

Apontou ainda para “excelente” colaboração dos parceiros locais, designadamente, a delegação do Ministério da Educação, os escuteiros, a Cruz Vermelha e outras individualidades que, incansavelmente, participaram na distribuição dos géneros nesses últimos dias.

Clemente Garcia aproveitou ainda para solicitar mais apoios, por forma a atingir o maior número possível de beneficiários e criticou aquilo que classificou de “demagogia barata amiúde” por parte de algumas individualidades, cujo propósito, afirmou, “é tentar tirar proveito de alguma forma da situação”.

Uma atitude que classifica de “deplorável neste momento que é de união de todos, pois que governar implica tomar decisões e muitas vezes em tempo record”.

Cabo Verde está desde o dia 29 de Março em estado de emergência devido à pandemia da covid-19 que já infectou sete pessoas em Cabo Verde e mais de 1,5 milhões no mundo com mais de 100 mil mortes a nível mundial.

MJB/DR

Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos