Covid-19: Câmara da Praia beneficia 20 mil pessoas vulneráveis com entrega de 4.600 cestas básicas

Cidade da Praia, 15 Abr (Inforpress) – A vereadora da Acção Social da câmara da Praia disse hoje que a autarquia já procedeu à entrega de 4.600 cestas básicas, que beneficiaram cerca de 20 mil pessoas vulneráveis, no contexto da covid-19.

Ednalva Cardoso falava em declarações à imprensa, à margem do acto de entrega de donativos pela empresa Iogurel à Câmara Municipal da Praia, enquadrado no programa de apoio da autarquia praiense para ajudar as famílias mais carenciadas de diferentes bairros da capital durante o estado de emergência, devido à pandemia do novo coronavírus.

“Este donativo está enquadrado no âmbito dos apoios que temos solicitado a todas as empresas no sentido de conseguirmos arrecadar mais donativos para poder assim abranger mais famílias e neste momento, estamos a receber da Iogurel uma quantidade significativa de mantimentos principalmente produtos de higiene para a constituição das cestas básicas”, disse.

Segundo a autarca, até agora a câmara da Praia já fez a entrega de 4.600 cestas básicas que beneficiaram cerca de 20 mil pessoas mais carenciadas, adiantando, por outro lado, que o processo de entrega tem sido ao domicílio.

Conforme informou através do cadastro social único da Câmara Municipal da Praia foi possível identificar as famílias mais carenciadas, que foram abrangidas com as cestas básicas, tendo realçando que para as que não estão inscritas, a autarquia tem conseguido, em parceria com as associações comunitárias dos diferentes bairros, fazer a identificação para a entrega das cestas básicas.

“Até este momento já entregamos cerca de 4600 cestas básicas, primeiro priorizamos as famílias com crianças em casa, doentes crónicos, comunidades emigradas e lavadouros de carros e já percorremos os 60 bairros da Praia nessa primeira fase”, referiu, realçando que as famílias numerosas serão novamente contempladas com a entrega das cestas básicas.

Tendo em conta as circunstâncias actuais da covid-19, a câmara, de acordo com Ednalva Cardoso, registou durante o processo de entrega alguns constrangimentos em algumas zonas, entre eles a aglomeração de pessoas, o que levou a mesma, justificou, a suspender temporariamente a entrega, que depois foi concluída quando a organização foi garantida.

“O nosso objectivo não é levar a força policial aos bairros no momento de entrega, o nosso objectivo é levar o apoio às famílias e, portanto, não podemos ser recebidos assim no terreno”, frisou, afiançando, por outro lado, que caso for prolongado o estado de emergência, a autarquia da capital irá dar continuidade ao programa de apoio às famílias vulneráveis.

A vereadora da Acção Social apelou ainda para o engajamento de mais instituições na entrega de donativos, para assim chegar a mais famílias e garantir para que ninguém fique de fora.

O Ministério de Saúde e da Segurança Social confirmou hoje que 45 das 196 amostras aos trabalhadores que estiveram de quarentena no hotel Riu Karamboa, na ilha da Boa Vista, testaram positivas.

Estes casos testados positivos foram diagnosticados junto das pessoas que estavam em quarentena no Riu Karamboa e que domingo, 12, abandonou a unidade hoteleira sem que tivessem representado sintomas da doença, justificadas pelo director nacional de Saúde, Artur Correria, para quem  “tudo foi feito para o bem das mesmas”.

Artur Correia tinha lembrado esta terça-feira que das 207 pessoas que estavam no hotel em Boa Vista, foram divulgados resultados de 17 testes, sendo que destes três acusou positivo.

Com estes 45 casos, elevam para 56 os casos positivos testados em Cabo Verde, sendo 52 na ilha da Boa Vista, três na Cidade da Praia e um na ilha de São Vicente.

CM/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos