Covid-19/Brava: Paróquia prepara compêndio para ajudar cristãos a viver a Páscoa através das redes sociais (c/áudio)

Nova Sintra, 07 Abr (Inforpress) – O pároco da Brava Frei Odair avançou hoje que estão a preparar um compêndio para apoiar os paroquianos e os cristãos a viverem em casa a Semana Santa e a Páscoa, celebrado este ano a 12 de Abril, através das redes sociais.

Esta informação foi avançada em entrevista à Inforpress, onde o pároco explicou que para os cristãos esta é a “semana mais grande e fundamental” porque, é a semana onde se celebra a morte e a ressurreição de Cristo.

Portanto, realçou que tendo em conta o “tempo particular e de prova” que se está a viver no mundo inteiro devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19), vão procurar formas de manter os paroquianos sempre próximos e com mensagens que lhes ajudarão a viver a época.

“Logo na Quinta-feira Santa, início do Tríduo Pascal, no Evangelho, Jesus mesmo diz que quer celebrar a Páscoa na casa de uma pessoa e hoje, somos chamados cada um de nós a ser a pessoa e a família escolhida onde Jesus quer passar a Páscoa”, disse o sacerdote, convidando os cristãos a receberem Jesus.

Segundo o Frei Odair, o Tríduo Pascal são os três dias celebrados no Cristianismo, em memória da Paixão, Morte e Ressurreição de Jesus, no Domingo de Páscoa, conforme os evangelhos, composto pela Quinta-Feira Santa, Sexta-Feira Paixão, o Sábado Santo.

“Não vão vivê-la na igreja como é de costume, mas Jesus vem celebrar na casa de cada um, e de uma forma diferente”, afirmou o religioso.

E, mesmo antes da semana Santa, o pároco informou que a cada semana a colocam as reflexões do Evangelho, mas para a própria Semana Santa, a partir da quinta-feira, sexta-feira, sábado e domingo estão a preparar um compêndio de forma a ajudar as pessoas a viverem a Páscoa em casa, seguindo na página do Facebook “Paróquias Brava”.

Para todos, reforça a mensagem de que é necessário ficar em casa, como as autoridades estão a pedir, pois, realçou que é a melhor forma de prevenção.

Mas, convida-os também a viver com “força, fé e esperança porque depois desta pandemia, sempre há glória”.

“E nós, como cristãos temos que acreditar que após tudo isso virá coisas boas que é a grande festa e que esta Páscoa que vai ser celebrada agora será levada pela toda a vida, mesmo quando esta pandemia passar”, finalizou o pároco.

MC/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos