Covid-19/Boa Vista: Protecção Civil controla saída e entrada de pessoas e viaturas entre localidades

Sal Rei, 28 Abr (Inforpress) – A Protecção Civil colocou postos de controlo de pessoas e viaturas nas localidades de João Galego e Rabil, na Boa Vista, para fiscalizar a circulação entre os povoados no âmbito do combate à propagação do novo coronavírus (covid-19).

A informação foi avançada pelo presidente de Protecção Civil, Renaldo Rodrigues, que falava à Inforpress a propósito das medidas adoptadas depois da renovação do estado de emergência em algumas ilhas, nomeadamente Boa Vista, com vista a aumentar o controle da propagação do vírus.

“Foi criada uma plataforma na qual todo o cidadão consegue solicitar autorização de circulação. (…) As pessoas não podem estar a deslocar-se de uma localidade para outra sem uma autorização expressa”, alertou responsável, indicando que a Protecção Civil está a controlar o cumprimento desta obrigação.

No âmbito deste controle de movimentação de pessoas, informou, foi criado um posto fixo em Rabil para cobrir as zonas de Povoação Velha, Estância de Baixo, e um outro à entrada de João Galego para dar cobertura às regiões do Norte.

Renaldo Rodrigues informou ainda que existem também postos móveis, na zona de Bofareira, que funcionam de quando em vez, em função da necessidade, em acções conjuntas com os militares e policiais.

Quanto aos comerciantes e agricultores que vêm do interior da ilha para vender, adiantou que estes têm autorização solicitada para circular através da plataforma.

No que concerne ao controlo de entrada e saída de barco via marítima, Reinaldo Rodrigues fez saber que a Protecção Civil aumentou o patrulhamento em conjunto com a Polícia Nacional e juntamente com as Forças Armadas, utilizando as embarcações da Guarda Costeira.

“Para aumentar este controlo se definiu um ponto de saída e de entrada a ser cumprido por todos os pescadores, que têm de ancorar as embarcações no Porto Velho, localizado na orla marítima do centro da cidade”, disse o presidente da SNPCB.

Ainda sobre estas medidas em vigor, Reinaldo Rodrigues esclareceu que todos os pescadores antes de ir e na hora do regresso da faina, têm que informar a polícia desta deslocação, e caso não cumprirem esta medida terão que ser encaminhados para as autoridades marítimas.

Já sobre a desinfecção da ilha de Boa Vista, o presidente da SNPCB frisou que esta medida foi reforçada, mas desta feita em colaboração mais estreita e seguindo a própria recomendação da Delegacia de Saúde.

“Estamos a proceder a esta campanha na rua e também em casa das pessoas que foram diagnosticadas com a covid-19, e é uma acção que queremos levar a outros povoados, nomeadamente Rabil e Estância de Baixo”, informou Reinaldo Rodrigues, manifestando-se satisfeito com a colaboração das pessoas.

VD/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos