Covid-19/Boa Vista: Prossegue campanha de sensibilização e avaliação médica por toda a ilha

Sal Rei, 07 Mai (Inforpress) – Uma equipa constituída por profissionais da Saúde, Forças Armadas e voluntários da VerdeFam prossegue com a campanha de sensibilização, triagem e avaliação médica por todas as localidades da ilha.

Segundo a colaboradora do Instituto Nacional da Saúde Pública Argentina Tomar Fortes, pretende-se com o evento sensibilizar e informar as pessoas sobre o coronavírus, aproveitando este momento em que muitas pessoas estão confinadas em casa para fazer também  a triagem e avaliações médicas nas comunidades.

A mesma fonte acrescentou que a ideia é evitar que haja muitas deslocações para os postos de saúde, principalmente os doentes crónicos,  que muitas vezes têm dificuldade em se deslocar para controlos médicos.

De acordo com Argentina Tomar Fortes, que trabalha na área de prevenção e comunicação de risco do INSP, a sensibilização passa essencialmente na chamada de atenção da necessidade do distanciamento social, ou seja, sair de casa somente para o estritamente necessário, contribuindo assim para conter a progressão da epidemia e evitar a infecção por Covid-19.

Quanto à avaliação e triagem, a responsável adiantou que a equipa faz, entre outras análises, a medição da temperatura e averiguação das queixas apresentadas por pessoas, procedimentos que são auxiliados por um posto médico móvel que acompanhe a equipa.

“Primeiro vai uma equipa para uma primeira abordagem, para lhes explicar o que será feito. E temos tido boa adesão das pessoas que entendem sobre os procedimentos feitos, nos escutam com atenção, quando procuramos esclarecer as dúvidas que houver, principalmente na questão do distanciamento social, que de facto constitui um problema”, explicou Argentina Tomar.

A colaboradora do INSP declarou que sempre que a equipa notar que há alguém com algum outro tipo de carência, tenta intervir para ajudar no que pôde.

Mas ressalvou que quando houver situações que ultrapassam as suas competências, elas  serão encaminhadas para os psicólogos. Isto porque, segundo observa, a doença afecta em todos os aspectos, não só a nível epidemiológico, económico-social, mas também psicológico.

Neste caso, Argentina Tomar disse ter constatado que há esta necessidade de apoio psicológico e que se tem vindo a tentar dar a cobertura possível.

“Na Boa Vista, há uma equipa de cinco profissionais desta área da saúde para acompanhar os pacientes nos atendimentos psicológicos, assim como existe também a nível nacional”, informou a colaboradora, que admite, entretanto, que pelo número de pessoas infectadas ou em isolamento, os profissionais são poucos, mas que os mesmos tentam dar vazão a todas as demandas”.

Esta equipa constituída por profissionais do Ministério de Saúde e Segurança Social, Delegacia de Saúde de Boa Vista, Forças Armadas e voluntários da VerdeFam, prosseguem com a campanha até o dia 16, para cumprir o calendário desta acção, percorrendo todas as localidades da ilha.

VD/JMV

Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos