Covid-19/Boa Vista: Bairro de Boa Esperança terá mais cinco horas de electricidade para acesso ao ensino à distância – edil

Sal Rei, 29 Abr (Inforpress) – O bairro de Boa Esperança terá um alargamento de mais cinco horas de electricidade para garantir melhor acesso dos alunos as tele e rádio aulas, no âmbito do programa “Aprendendo em casa”, durante esse período da covid-19.

Esta informação foi avançada pelo presidente da Câmara Municipal da Boa Vista, José Luís Santos, que explicou que a iniciativa da autarquia visa alargar o fornecimento de energia para que os alunos do bairro de Boa Esperança “possam ter acesso as tele e rádio aulas em melhores condições”.

Isto porque, segundo o edil, além da empresa Águas e Energia da Boa Vista (AEB), nesse bairro, a electricidade é fornecida num horário limitado e estabelecido por produtores independentes e proprietários de geradores que distribuem energia ao domicílio.

“Hoje inauguramos numa cerimónia singela e humilde o alargamento do fornecimento de energia aos domicílios por mais cinco horas”, disse o autarca, explicando que esta iniciativa é para fazer com que o bairro “não fique de fora” das tele e rádio ensino.

As tele e rádio aulas acontece no âmbito do programa do Ministério da Educação, “Aprendendo em casa”, para que os alunos tenham acesso as aulas durante esse período da pandemia do novo coronavírus, que levou o Presidente da República a decretar o estado de emergência e o Governo a pedir o isolamento social.

O presidente da Câmara Municipal da Boa Vista frisou “a importância desta medida”, sendo que no seu ponto de vista, “além de permitir os alunos deste bairro acompanhar o ensino à distância, vai possibilitar que as pessoas respeitem melhor o confinamento, com o acesso a energia por mais tempo em casa”.

Para isso, conforme informou José Luís Santos, a câmara municipal mobilizou, em primeiro lugar, os produtores independentes que “prontamente” disponibilizaram em fazer a extensão de mais cinco horas de energia, juntamente com a ajuda do Governo, e algumas empresas privadas que já se engajaram nesta causa.

O presidente da Câmara Municipal da Boa Vista avançou que essas parcerias permitiram arrecadar cerca de 1.700 contos, que é o valor do combustível necessário para garantir o alargamento do fornecimento de energia, durante um mês, no bairro de Boa Esperança.

Entretanto, segundo a mesma fonte, por agora há garantia deste fornecimento durante uma semana, adiantando se vai continuar a mobilizar parcerias privadas para continuar a ter energia no bairro de Boa Esperança, enquanto durar o período do estado de emergência.

Por causa da covid-19, foi decretado estado de emergência que vigora no País desde o dia 29 de Março e terminou às 24:00 de 26 de Abril nas ilhas onde não foram registados casos positivos de covid-19, designadamente Santo Antão, São Nicolau, Sal, Fogo, Brava e Maio. Nas ilhas com registos de casos, Santiago, Boa Vista e São Vicente, o término está previsto para às 24:00 de 02 de Maio.

Cabo Verde regista 113 casos de covid-19, distribuídos pelas ilhas de Santiago (59), da Boa Vista (53) e de São Vicente (um).

Destes casos testados positivos há a registar dois recuperados e uma morte, um cidadão inglês de 62 anos.

VD/DR

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos