Conferência de Praia foi um “êxito e marca o percurso da FAAPA” – presidente do Conselho Executivo

Cidade da Praia, 26 Set (Inforpress) – O presidente do Conselho Executivo da Federação Atlântica das Agências de Notícias Africanas, Khalil Hachimi Idrissi, afirmou hoje que a sétima reunião desta organização, que decorreu na Praia, foi um “êxito e marca o percurso da FAAPA”.

“Estamos muito satisfeitos pelos resultados conseguidos nesta conferência de Praia”, regozijou-se, acrescentando que, além de os conselheiros terem passado em revista questões organizacionais, debruçaram-se sobre o planeamento em matéria de formação para o próximo ano.

Falando à Inforpress, Khalil Hachimi Idrissi, que é também director-geral da Agência Marroquina de Notícias (MAP), disse que toda a delegação “está satisfeita” pela forma como os trabalhos foram organizados, o que, segundo ele, contribuiu para o sucesso.

Segundo Khalil Hachimi Idrissi foi também decidido para o próximo ano prémios para melhores peça jornalística, vídeo e fotografia.

“Estamos muito contentes com a qualidade dos trabalhos concorrentes e com as obras que foram premidas”, sublinhou, ajuntando que a conferencia de Praia foi um “êxito e marca o percurso da FAAPA”.

À margem da 7ª reunião do Conselho Executivo da FAAPA, a Inforpress e a Agência de Notícias de Marrocos assinaram um protocolo de cooperação, que, de acordo com o director-geral da MAP, abre oportunidades para a formação de jornalistas, assim como para trocas recíprocas de notícias.

Instado sobre a partir de quando os jornalistas da Inforpress podem beneficiar da formação no quadro do acordo assinado entre as duas agências, respondeu nesses termos: “Não importa a que momento. Pode ser a partir de amanhã porque o acordo assinado esta manhã já está em vigor”.

Para a gestora executiva da Inforpress, Jacqueline de Carvalho, o acordo “traz excelentes oportunidades” para a Agência Cabo-verdiana de Notícias.

Para o ministro de Estado, dos Assuntos Parlamentares e da Presidência do Conselho de Ministros, que presidiu à cerimónia de abertura da conferência, a construção de um país desenvolvido, inclusivo e democrático exige uma comunicação social pública plural, independente e responsável, sublinhando que o futuro das agências noticiosas africanas depende da consolidação da democracia.

Para Fernando Elísio Freire, “não há futuro das agências noticiosas se a democracia não vencer em África”, reforçando, por outro lado, o “forte engajamento” do Governo de Cabo Verde em promover a liberdade de imprensa e reforçar a autonomia e independência da Inforpress.

Lembrou, por outro lado, que o executivo está a investir na reestruturação da Inforpress com o objectivo de se ter uma agência de notícias ao serviço de Cabo Verde e de todos os cabo-verdianos e de a mesma ser uma referência das boas práticas de liberdade de imprensa em África.

A FAAPA Foi criada a 14 de Outubro de 2014, em Casablanca, por iniciativa da Agência Marroquina de Notícias.

LC/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos