Carnaval/São Vicente: LIGOC-SV equaciona este ano instalação de camarotes ao lado do Palácio do Povo (c/áudio)

Mindelo, 31 Jan (Inforpress) – A Liga Independente dos Grupos Oficiais do Carnaval – São Vicente (LIGOC-SV) proporcionará aos mindelenses a possibilidade de verem desfiles em camarote, uma inovação do Carnaval 2024 que será edificado ao lado do Palácio do Povo.

“Vamos trabalhar um camarote, é o primeiro que vamos trabalhar no Carnaval, fizemos uma tentativa em 2018 com vários camarotes, que não correu muito bem devido à logística, porque na altura não havia recursos humanos suficientes para o fazer”, explicou o presidente da liga, Marco Bento, em primeira mão, à Inforpress.

A ideia, conforme a mesma fonte, é ver como esta primeira experiência, a ser construída na Rua Franz Fanon, ao lado do Palácio do Povo, irá funcionar para depois projectar os anos futuros.

De acordo com uma publicação da Staff Promo, parceira da LIGOC-SV na comercialização dos bilhetes, para além da possibilidade de ver os desfiles “com vista privilegiada e conforto”, será incluído um serviço personalizado de bebidas e petiscos, além de apresentação de DJ e performances artísticas ao vivo.

A estrutura será a inovação trazida para o Carnaval de 2024, que também deverá ter um “pequeno aumento” no número de bancadas, que nos últimos anos ocupam a Rua de Lisboa, Avenida Baltazar Lopes e Praça Amílcar Cabral (Praça Nova), afiançou Marco Bento à Inforpress.

Um acréscimo, que, segundo a mesma fonte, “não é assim tão significativo”, porque faz parte do projecto de antigamente, no qual estava planificado a Praça Nova completamente rodeada de bancadas, algo que tentarão concretizar neste ano.

“Mas, se tivermos algum material restante, podemos colocar em outro sítio que ainda estamos a averiguar”, considerou o responsável da liga, adiantando que, a se concretizar, serão  colocadas bancadas também na pedonal, na Avenida Cristiano de Sena Barcelos.

A pretensão, esclareceu, é “quem sabe” chegar aos 4.000 lugares, cerca de 500 a mais do que em  2023.

Quanto aos preços, Marco Bento assegurou também haver uma “pequena diferenciação”, mais concretamente na segunda-feira, 12, dia do desfile da Escola de Samba Tropical, sendo que a Rua de Lisboa ficará a mil escudos, Avenida Baltazar Lopes (Rua Machado) a 500 escudos e 300 escudos na Praça Nova.

Na terça-feira, 13, mantém-se os preços do ano passado, dois mil escudos, mil e quinhentos escudos e mil escudos, respectivamente.

LN/JMV

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos