Carlos Veiga considera “histórico” o primeiro encontro internacional de ministros do Turismo e Transporte em África (c/áudio)

Santa Maria, 29 Mar (Inforpress) – O embaixador de Cabo Verde em Washington, Carlos Veiga, considerou hoje “histórico” o primeiro encontro de ministros do Turismo e Transporte em África, que decorre desde o dia 26 na cidade turística de Santa Maria, ilha do Sal.

Carlos Veiga, que participa neste evento na qualidade de chefe da representação diplomática de Cabo Verde na capital norte-americana, que também cobre o Canadá, sede da ICAO, disse que este evento “honra Cabo Verde”.

Segundo ele, a realização deste encontro no arquipélago “está em linha com os esforços que o país tem feito” nos sectores do turismo e dos transportes aéreos.

Veiga fez essas considerações à Inforpress à margem do I Encontro Internacional sobre o Turismo e Transporte Aéreo em África, promovido pela Organização Internacional de Aviação Civil (ICAO-sigla inglesa) e Organização Mundial do Turismo.

“O país está a impressionar muito bem os nossos visitantes e acho que esta conferência está a ser um sucesso”, congratulou-se o antigo primeiro-ministro de Cabo Verde.

Na sua perspectiva este encontro internacional vai contribuir para projectar cada vez mais o nome de Cabo Verde no além-fronteiras.

“Apesar de sermos um pequeno país, mostra que temos capacidade para organizarmos eventos com grande dimensão”, considerou.

Na sua opinião, a escolha de Cabo Verde para acolher um evento da envergadura do encontro de ministros do Turismo e Transporte Aéreo em África significa que o país é um “bom parceiro, um parceiro capaz e confiável” nesses dois sectores que, disse ele, “hoje são essenciais para o mundo inteiro” e, também, para o arquipélago.

Mostrou-se, por outro lado, confiante que o encontro do Sal contribuirá igualmente para a integração de Cabo Verde a nível sub-regional e continental.

“O céu aberto no continente é um sonho de muitos africanos e que está em vias de se concretizar”, sublinhou, lembrando que Cabo Verde desde início vem participando neste processo.

Para ele, Cabo Verde tem interesse neste princípio “estratégico” de céu aberto em África e, por isso, acredita que se está a fazer um “bom trabalho” nesta direcção, criando condições para que o hub do Sal possa, de facto, ser cada vez mais procurado, como é desejo de todos.

Cabo Verde acolhe, desde quarta-feira e até hoje, a I Conferência Ministerial sobre o Transporte Aéreo e o Turismo em África, que reúne, pela primeira vez, na ilha do Sal, ministros do Transporte Aéreo e Aviação Civil e ministros de Turismo de todo o continente africano, num total de 54 países.

LC/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos