Cabo Verde adia para 2024 entrega da candidatura da tabanca a Património Mundial

Cidade da Praia, 30 Out (Inforpress) – O ministro da Cultura e das Indústrias Criativas, Abraão Vicente, anunciou, na Cidade da Praia, que a entrega do dossiê de candidatura da tabanca como Património Mundial pela Unesco será adiada para 2024.

No início do corrente ano, o Instituto do Património Cultural (IPC) havia anunciado para o segundo semestre a entrega da referida candidatura, mas tal não foi possível, e agora o governante aponta para o próximo ano, avançando que os trabalhos estão em fase “muito avançada”.

Abraão Vicente falava à Inforpress no contexto do Orçamento do Estado para 2024, tendo afirmado que o Ministério da Cultura e da Indústrias Criativas carece de um maior investimento, apesar de o valor do orçamento para 2024 ter aumentado, passando de 505.932.789 escudos cabo-verdianos para 527.774.723 escudos.

Tirando este montante, referiu, o ministério conta ainda com as verbas que estão inscritas no Fundo de Turismo para, nomeadamente, a valorização da tabanca.

“No próximo ano também concretizaremos a entrega e o acompanhamento do dossiê de candidatura dos documentos ligados à escravatura do arquivo nacional a Memória do Mundo, está prevista a entrega pelo menos do dossier da tabanca (…)”, assinalou o ministro.

Conforme precisou, o processo da tabanca já está em “estado muito avançado”, foi feito todo o levantamento, todo o pedido de autorização aos portadores da propriedade, sublinhando que qualquer bem a património material e da humanidade tem trâmites legais a serem seguidos.

TC/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos