Brava: Presidente da Câmara Municipal considera exposição “Os Centenários” um grande acto de valorização (Corrigida)

Nova Sintra, 27 Out (Inforpress) – O Presidente da Câmara Municipal da Brava, Francisco Tavares, considerou hoje que a exposição “Os Centenários de Cabo Verde” é um “grande acto de valorização” do percurso dos cabo-verdianos na construção do país.

Em declarações à Inforpress, Francisco Tavares frisou que a amostra fotográfica do fotojornalista da Inforpress JP Tavares, que vai decorrer até o dia 02 de Novembro, é uma “dadiva”, isso porque através das fotografias “passamos a conhecer os centenários” que existem em Cabo Verde.

“Nas fotografias existem um código de barras, que com um telemóvel podemos conectar a um link que nos leva diretamente à plataforma youtube, onde podemos saber mais sobre as histórias dos centenários”, explicou.

Segundo a mesma fonte, a exposição é uma “biblioteca viva” que nos conta a história de Cabo Verde, em mais de cem anos, que na prática viveram cada uma figuras.

De acordo com o autarca, a exposição destaca três figuras centenárias da ilha, sendo duas com 103 anos e uma outra com 112, por isso, segundo o mesmo, a câmara “abraçou” este projecto de exposição no concelho e também assinou um protocolo com o produtor desta iniciativa.

“A câmara sempre que identificar um novo centenário da ilha, avisará o projeto para adicionar ao seu espólio”, avançou.

Por sua vez, o fotojornalista João Paulo Tavares salientou que a exposição dos “Centenários de Cabo Verde” arrancou desde dia 18 do corrente mês, na cidade da Praia, com o objetivo de resgatar a memória dos “nossos centenários a nível nacional”.

“Escolhi a ilha Brava porque é um dos concelhos que acolhe um centenário, por isso, é a segunda ilha a receber esta exposição e também a câmara municipal do concelho é o primeiro a assinar um protocolo com este projecto”, realçou.

João Paulo disse ainda ter inspirado em histórias de antanho contadas pela sua própria avó, para beber dos conhecimentos destes homenageados e partilhá-los com a nova geração e com as vindouras.

O fotojornalista teve de se deslocar ao Fogo, Brava, Maio, Santo Antão e São Vicente, além ilha de Santiago, para conhecer, captar imagens e áudio para dar voz aos Centenários retratados em dezenas de quadros.

DM/JMV
Inforpress

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos