Brava: Frei Bernardino apresenta livro “Psicopedagogia familiar – uma relação de interajuda”

Nova Sintra, 26 Out (Inforpress) – “Psicopedagogia familiar – uma relação de interajuda” é o mais recente livro do frei Bernardino Viriato Lima, apresentado, quarta-feira, no salão nobre dos Paços do Concelho da ilha Brava.

Em declarações à Inforpress, frei Bernardino explicou que esta obra surgiu como mais uma ferramenta, um contributo para a sociedade cabo-verdiana, comunidades, especialmente para as famílias e professores com o intuito de ajudar a saber lidar com as problemáticas que a nova geração atravessa.

“O livro tem todos os elementos necessários para que um encarregado da educação ou um professor possa trabalhar de forma educativa, com os filhos ou alunos”, informou.

Segundo a mesma fonte, o livro faz uma abordagem sobre algumas temáticas bastante pertinentes, nomeadamente a questão das relações entre gerações, portanto, de acordo com o mesmo, há dois conceitos que são fundamentais nas relações entre a nova e a velha geração, entre pais e filhos e entre jovens e adultos, que são o respeito e o amor.

“O reencontro com a velha geração é um modo de revitalizar e projectar uma futura geração, sobretudo, com sentimento de gratidão”, frisou.

De acordo com frei Bernardino, que é doutor em Ciências de Educação com especialidade em Psicopedagogia pela Pontifícia Universidade Salesiana em Roma, outra temática que apresenta no livro tem que ver com a sexualidade, que acredita ser uma dimensão estruturante de cada personalidade.

Neste sentido realçou que todas as relações humanas, sociais, políticas, profissionais trazem marcas da sexualidade de cada um, que não têm nada a ver com as tendências que se falam hoje.

“Têm a ver, sobretudo, com o nosso estilo e modo de ser e de estar na família, com o sentido de equilíbrio, e de maturidade que nos faz relacionar com a sociedade”, notou.

Este religioso salientou ainda que escolheu o título de “Psicopedagogia familiar” para incutir conceito e ideias nas “mentes” das novas gerações, mas também para que os educadores saibam como lidar e relacionar-se com os jovens de hoje.

“Esta é a minha terceira obra, depois do livro dedicado ao padre Pio Gottin e outro dedicado à filosofia da emigração, porém já estou a preparar mais um trabalho de matriz religiosa, que é uma nova forma de repensar e entender a palavra de Deus”, adiantou.

DM/ZS

Inforpres/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos