Brava: EBNSM promove marcha “Outubro Rosa” com foco na sensibilização e prevenção do cancro de mama

Nova Sintra, 27 Out (Inforpress) – A Escola Básica de Nossa Senhora do Monte (EBNSM) promoveu hoje uma marcha “Outubro Rosa” visando alertar e sensibilizar a sociedade civil sobre os malefícios da doença, prevenção do cancro de mama e promoção de uma vida saudável.

Em declarações à Inforpress, a subdiretora para os Assuntos de Inclusão Social, Jocelina Semedo, explicou que, para além da marcha, também foi realizada uma conversa aberta com os alunos e pais encarregados de educação, iniciativa que contou com a parceria a Delegacia de Saúde da Brava e o Ministério da Mulher da Igreja Adventista do Sétimo Dia.

Conforme explicou, a marcha, que decorreu sob o lema “juntos nós somos mais forte que uma doença”, iniciou-se frente à escola, percorrendo um pouco a localidade de Nossa Senhora do Monte,

“O nosso objetivo principal é chamar a atenção da sociedade em geral sobre esta doença que, infelizmente, é uma realidade no nosso dia a dia e a escola tem um papel importante nesta luta, que é de todos”, sublinhou.

Por seu turno, o delegado de Saúde da Brava, Hélder Pires, que orientou a conversa aberta, considera de “extrema “importância a prevenção da doença e o diagnóstico precoce da enfermidade.

De acordo com o mesmo, foi uma oportunidade para esclarecer as dúvidas das pessoas em relação a esta doença, uma vez que, também, mesmo sendo de uma percentagem mínima, os homens estão sujeitos a cancro da mama.

“Nesta conversa aberta praticamente participaram somente as mulheres, contudo chamou a atenção dos homens, tendo em conta que também podem contrair esta doença. Os homens também devem participar nesta luta, isso porque eles têm irmãs, mães, tias, entre outras, e por isso devem estar sempre bem informados sobre a doença”, apelou.

Hélder Pires frisou que na conversa aberta foram esclarecidos os vários factores de riscos, que podem levar ao surgimento de cancro da mama, a importância do autoexame e de estar alerta aos sinais.

“Esclarecemos também qual é o tipo de tratamento que está disponível em Cabo Verde e quais são as formas de rastreios que podemos fazer no país “, informou

DM/JMV
Inforpress

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos