Boa Vista: Pacientes com quadro suspeito de cancro têm apoio psicológico na Delegacia de Saúde – psicóloga

Sal Rei, 10 Nov (Inforpress) – Os pacientes com quadro suspeito de cancro têm recurso de apoio psicológico antes serem reencaminhados para estruturas de saúde centrais para confirmação ou não do diagnóstico, garantiu a psicóloga Vanda Oliveira.

Esta informação foi garantida pela psicóloga Vanda Oliveira, que falava hoje após a conversa aberta “Importância da rede de apoio ao tratamento do câncer”, actividade que se enquadra na programação Outubro Rosa/Novembro Azul, desenvolvida pelo Núcleo da Boa Vista da Associação Cabo-verdiana de Luta Contra Câncer (ACLCC), em parceria com a Câmara Municipal da Boa Vista (CMBV) e Delegacia de Saúde.

“Noticia de comunicação para um suspeito de câncer é sempre dada pelos médicos, muito embora aqui na ilha da Boa Vista não seja feito diagnóstico, mas sim se faz o rastreio”, disse, explicando que as pessoas suspeitas de ter câncer são reencaminhadas para estruturas centrais de saúde do país para fazer confirmação ou não do diagnóstico.

E no caso de suspeitas, precisou que existe o recurso de solicitação do apoio psicológico dada pela psicóloga Vanda Oliveira que, juntamente com apoio de médicos, auxiliam as pessoas nos primeiros momentos, justificado pelo estado emocional do paciente que quando lhe é comunicado de suspeita de ter câncer tem, na maioria das vezes, choque, raiva e negação.

“Então damos o apoio psicológico e emocional antes de ser encaminhado para estruturas de saúde centrais do país para diagnóstico médico”, informou, explicando que, quando as pessoas regressam para a ilha, caso se confirmar o diagnostico, ao longo do tratamento ou após tratamento ou cura, é necessário que as pessoas tenham acompanhamento psicológico e que normalmente vem com esta esta referência médica.

As pessoas que estão fora da possibilidade terapêutica, as que que encontram em cuidados paliativos, segundo disse a psicóloga, também tem acompanhamento psicológico, tipo de suporte prestado pela Delegacia de Saúde.

“Gostaria de realçar a importância e necessidade de rede de apoio não só por parte de familiares, amigos e de toda a sociedade em relação às pessoas que estão na luta e tratamento de câncer”, pontuou.

A agenda “Outubro Rosa” e “Novembro Azul” termina na sexta-feira, 18, com uma marcha pela cidade de Sal Rei, agregando a causa destas lutas.

VD/JMV

Inforpress

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos