Bacia Hidrográfica de São João Baptista vai beneficiar seis mil pessoas – ministro

Cidade da Praia, 04 Set (Inforpress) – O ministro da Agricultura e Ambiente, Gilberto Silva, disse hoje que a Bacia Hidrográfica de São João Baptista, em Ribeira Grande de Santiago, irá beneficiar seis mil pessoas de nove comunidades daquele concelho.

O governante falava aos jornalistas, na Cidade da Velha, no âmbito lançamento oficial do Projecto de Ordenamento e Valorização da Bacia Hidrográfica de São João Baptista pelo ministério da Agricultura e Ambiente, em parceria com o Banco Árabe de Desenvolvimento Económico em África (BADEA).

Conforme afirmou Gilberto Silva, com este projecto vai-se conservar solos e águas e, com isto, poder mobilizar “muito mais água”, impulsionando “melhorias substanciais” nos sistemas de produção.

“Vamos poder aumentar a produtividade da pecuária e da agricultura e, com isto, também o rendimento das pessoas e, naturalmente, o seu bem-estar. Tudo isto fazendo com que o sector agrário seja muito mais resiliente e adaptado às mudanças climáticas”, prosseguiu.

“Com o aumento do rendimento das pessoas, com maior inclusão e, naturalmente, com o desenvolvimento sustentável do país”, defendeu o ministro, para quem vai-se ainda cumprir com os objectivos do Plano Estratégico do Desenvolvimento Sustentável (PEDS), na redução das assimetrias.

As obras vão ser implementadas, segundo Gilberto Silva, com base em estudos de viabilidade.

“Vamos implantar estas obras para que nós possamos, efectivamente, mobilizar mais água subterrânea. Significa que se trata de um investimento que tem total sustentabilidade. Isto em primeiro lugar”, garantiu.

Gilberto Silva afirmou ainda que se está a contar que as melhorias no sector agrário, com a mobilização de água, possam também incorporar todas as inovações técnicas e tecnológicas e “produzir mais com pouca água” e com a terra que é disponível.

“Dentro deste quadro de ordenamento agrícola é fundamental que possamos ter sistemas de produção que estejam em conformidade com as condições agro-geológicas da bacia”, enfatizou.

A bacia tem 51 quilómetros quadrados e irá beneficiar cerca de seis mil pessoas de nove comunidades.

“É fundamental que este projecto de 15 milhões de dólares possa dar uma boa contribuição para o desenvolvimento do concelho”, finalizou.

GSF/AA

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos