ARES vai ajudar na preparação do 5º Encontro das Agências de Regulação do Ensino Superior dos Países de Língua Portuguesa

Mindelo, 02 Nov (Inforpress) – A Agência Reguladora de Ensino Superior (ARES) vai apoiar as entidades de São Tomé e Príncipe a preparar o 5º Encontro das Agências de Regulação do Ensino Superior dos países de língua portuguesa previsto para 2024.

Esta informação foi avançada à Inforpress pelo administrador da ARES e coordenador geral do projecto de Estudo ARES/CPLP, José Jorge Dias, num balanço da missão que efectuou a São Tomé e Príncipe (STP) de 21 a 27 de Outubro.

Conforme José Jorge Dias, concretamente, a ARES vai ajudar a Direcção do Ensino Superior e Ciência (DESC) daquele país na preparação de um Plano de Actividades para o encontro das agências de regulação do ensino superior da dos Países da Comunidade de Língua Portuguesa (CPLP).

“A este formato, juntar-se-á Guiné-Bissau e Guiné Equatorial com vista a tornar os documentos normativos para a regulação da garantia de qualidade do Ensino Superior dos Estados-membros da CPLP e os mecanismos de garantia de qualidade, incluindo instrumentos e procedimentos de avaliação e acreditação, mais padronizados na construção de um projecto comum que visa o desenvolvimento harmonioso do Ensino Superior em todas as suas valências na CPLP”, esclareceu.

Outro resultado desta missão, conforme o administrador da ARES, foi a assinatura de um Memorando de Colaboração entre o Projecto de Estudo ARES/CPLP e a DESC de STP, que permitirá uma cooperação/parceria contínua até a efectiva instalação e funcionamento da Agência Reguladora do Ensino Superior de STP.

Isto, explicou, para “assegurar a compreensão e o conhecimento mútuo no âmbito da garantia da qualidade do ensino superior, colaborar com a DESC no processo de concepção, instituição e instalação da Agência Nacional de Avaliação e Acreditação do Ensino Superior, visando a criação de um Sistema de Garantia da Qualidade do Ensino Superior em São Tomé e Príncipe”.

O memorando preconiza ainda acções de sensibilização e formação destinadas aos Gestores de Procedimentos e aos Pontos Focais das Instituições de Ensino Superior (IES) de São Tomé e Príncipe.

Conforme José Jorge Dias, tudo isso é o resultado dos encontros que efectuou com entidades em STP, dos quais destaca-se a reunião com a ministra da Educação, Isabel de Abreu, cujo ponto de ordem foi a relevância da criação de uma agência reguladora de ensino superior e o seu papel na promoção do desenvolvimento social e económico desse País.

Além disso, encontrou-se com o director da Direcção do Ensino Superior e Ciência (DESC) Ilvécio Ramos Fernandes, de STP, focadas na criação de condições e mobilização de recursos para a criação da Agência e ainda reuniões individuais com as entidades máximas das três instituições de ensino superior locais.

CD/ZS

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos