Antena da EHTCV no Sal vai proporcionar aos jovens a oportunidade de “melhor qualificação” – MNE

Santa Maria, Sal, 01 Jul (Inforpress) – O ministro dos Negócios Estrangeiros e Comunidades disse hoje que a antena da Escola de Hotelaria e Turismo no Sal vai proporcionar aos jovens do norte do país a oportunidade de “melhor qualificação” e oportunidades de emprego.

Luís Filipe Tavares, que falava à Inforpress à margem da visita que a ministra da Cooperação para o Desenvolvimento e dos Assuntos Humanitários e ministra da Defesa do Consumidor do Grão-Ducado do Luxemburgo, Paulette Lenert, realizou à antena da Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde em Santa Maria, afirmou que este estabelecimento vai oferecer cursos de formação “muito importantes” para actividades turísticas no Sal.

Segundo ele, este projecto tem sido “muito acarinhado” não só pelos operadores hoteleiros, assim como pelos promotores da imobiliária turística.

Adiantou que a antena da EHTCV é uma parceria com a câmara municipal do Sal, que cedeu o espaço, enquanto o Grão-Ducado do Luxemburgo financiou os equipamentos no valor de 250 mil euros (27,5 mil contos).

“Vamos continuar a trabalhar para formarmos não só na região de Sotavento, mas também na zona do Barlavento na certeza de que esta parceria com o Luxemburgo é para continuar”, indicou o governante, lembrando que a taxa de empregabilidade dos jovens formados na EHTCV é “muito grande”, o que, segundo ele, é “extremamente importante”.

Na perspectiva do chefe da diplomacia cabo-verdiana, a antena da EHTCV no Sal reveste-se de uma “importância particular”, tendo em conta que a ilha tem um “franco crescimento turístico” e “muito importante para o Produto Interno Bruto (PIB) de Cabo Verde”.

O Programa Indicativo de Cooperação (PIC) entre Cabo Verde e Luxemburgo para o período 2016-2020 comporta um valor de 49 milhões de euros (5,3 milhões de contos).

LC/CP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos