Ambiente: Forum constata que a escassez de água representa uma “série ameaça” ao desenvolvimento sustentável

Cidade da Praia, 22 Mar (Inforpress) – O Fórum Internacional sobre a água constatou que a escassez deste líquido, acentuada pelas alterações climáticas, representa uma “série ameaça” ao desenvolvimento sustentável, com impactos no ambiente, na saúde humana, na segurança alimentar, na nutrição e na actividade económica.

Segundo o documento adoptado como “Compromisso Praia”, a gestão sustentável, equitativa e eficaz da água para a agricultura, bem como a importância de ecossistemas saudáveis e dos seus serviços para sistemas agrícolas sustentáveis, são “factores essenciais para a realização da Agenda 2030 e do Acordo de Paris”.

A agricultura, refere o documento, é o sector económico “mais propenso aos impactos da seca” e exige “preparação, vontade política, planeamento estratégico abrangente e boas práticas de gestão para mitigar seus efeitos”.

Os participantes ao fórum entendem que as actividades agrícolas consomem a maior parte da água e que se trata de um sector com “maior potencial” para optimizar o seu consumo.

Adiantam, porém, que soluções técnicas adaptadas podem ajudar não só a economizar a água, mas também a reduzir custos e aumentar os benefícios directamente para os agricultores.

Recomendou-se ainda no sentido de se dar uma “atenção especial” aos mais vulneráveis que “sofrem desproporcionalmente com a escassez de água”, isto tendo em conta o tema do Dia Mundial da Água de 2019 “Não deixar ninguém para trás”.

Em termos de recomendação, avançaram que se deve continuar a cooperar no âmbito do WASAG como um “repositório de conhecimento e aprendizagem compartilhada” e um catalisador de cooperação e pesquisa multidisciplinar para enfrentar os “imensos desafios da escassez de água na agricultura”.

A promoção da água como um motor de desenvolvimento para todos, abordando as trocas intersectoriais ao longo da Agenda 2030, apoiando ao mesmo tempo os governos nacionais a alcançar as metas dos Objectivos do Desenvolvimento Sustentável (ODS), constam também das recomendações do fórum.

Recomendou-se ainda no sentido de apoiar os agricultores e as associações de agricultores com melhor acesso ao financiamento, bem como práticas sólidas de gestão da água e informações pertinentes, reconhecendo o valor do seu conhecimento local e inter-geracional para poder assim aumentar a sua resiliência.

Por outro lado, os países parceiros são convidados a apresentar um relatório de progresso na próxima edição do Forum.

LC/FP

Inforpress/Fim

 

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos