ADAD anuncia que está em curso projecto de gestão das infraestruturas na orla marítima

Cidade da Praia, 21 Mar (Inforpress)- A Associação para a Defesa do Ambiente e Desenvolvimento (ADAD) tem em curso, em parceria com o Instituto Nacional de Gestão do Território, um projecto de gestão das infraestruturas na orla marítima, financiado pela Fundação MAVA.

Januário Nascimento, presidente da ADAD, disse hoje à Inforpress que o projecto em apreço avaliado em 1.5 milhões de dólares está a ser implementado em Cabo Verde, Senegal, Guiné Bissau e Guiné Conakry e tem por objectivo avaliar o impacto das infraestruturas no ecossistema marítimo.

“O projecto de infraestruturação da orla marítima está em funcionamento desde Janeiro deste ano na ilha da Boa Vista, e neste momento temos um representante da ADAD no Senegal a participar no comité de pilotagem”, revelou o responsável realçando brevemente o projecto será socializado com a comunicação social e parlamentares.

Januário Nascimento, que falava à Inforpress hoje, na Cidade da Praia, no âmbito das actividades alusivas ao Dia Internacional das Árvores, assinalado este ano sob o lema “As árvores e as escolas”, explicou que a ideia passa também por reduzir o impacto dessas infraestruturas nas zonas costeiras de modo a proteger as tartarugas marinhas.

Por outro lado, avançou que para celebrar a efeméride, a ADAD promoveu hoje na escola SOS da Praia, uma palestra na sobre a importância das árvores no ambiente com o intuito de sensibilizar as pessoas em particular as escolas alunos e professores sobre a preservação do meio ambiente.

Na ocasião, enviou uma mensagem de solidariedade ao povo de Moçambique, do Zimbabué e do Maláui que foram afectados pelo ciclone Idai, na última quinta-feira, e apelou a presidência da CPLP, aos cabo-verdianos e cidadãos da língua portuguesa a ajudarem Moçambique.

Dia Internacional da Árvore e da Floresta tem por objectivo sensibilizar a população para a importância da preservação das árvores, quer ao nível do equilíbrio ambiental e ecológico, como da própria qualidade de vida dos cidadãos, sendo que se estima que 1000 árvores adultas absorvem cerca de 6000 kg de CO2 (dióxido de carbono).

Proclamada em 2012 pela Assembleia Geral das Nações Unidas, a celebração visa aumentar a consciência da importância de todos os tipos de florestas e, nesta data, cada país é incentivado a realizar esforços locais, nacionais e internacionais para organizar actividades que envolvem florestas e árvores, como as campanhas de plantação de árvores.

AV/FP

Inforpress/Fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos