Actividades desportivas e culturais marcam lançamento da campanha “Zero VBG” em Cabo Verde

Cidade da Praia, 25 Nov (Inforpress) – Actividades desportivas e culturais marcam hoje o lançamento da campanha “Zero VBG” levadas a cabo pelo projecto “Melhoria do acesso aos recursos e cuidados de qualidade para as mulheres e meninas vítimas de VBG no Fogo, Santiago e Santo Antão”.

Torneio de futebol masculino e feminino, sessão de teatro, exposições e festival de música com bandas cabo-verdianas e artistas de momentos são algumas actividades que vão ser realizadas ao longo do dia de hoje, tendo com palco o Campo de Sucupira, no bairro de Achada Santo António, na cidade da Praia.

A coordenadora do projecto, Victoria Seoane, adiantou que o objectivo é envolver a comunidade nesta campanha “Zero VBG” para que a mesma possa ter um impacto positivo na sociedade cabo-verdiana, visando uma sociedade livre da violência com base no género.

Victoria Seoane salientou que a VBG não é só um problema de Cabo Verde e nem um problema só das mulheres.

“VBG é um problema complicado que afecta todo mundo, afecta mulheres, homens, meninas e adolescentes e crianças. Portanto, é um problema de toda a população e acho que estamos num bom caminho para que a situação melhore”, disse.

O lançamento da campanha “Zero VBG” acontece no Dia Internacional pela Eliminação da Violência contra as Mulheres e no dia em que também se inicia os 16 dias de activismo sob o mote “Investir para prevenir a violência contra mulheres e raparigas”.

Para a coordenadora do projecto “Melhoria do acesso aos recursos e cuidados de qualidade para as mulheres e meninas vítimas de VBG no Fogo, Santiago e Santo Antão”, com esta campanha, que conta com a colaboração do ICIEG, do ICCA e das câmaras municipais, está-se também a dar o seu contributo nesta luta que deve ser de todos.

No período da manhã foram realizados torneios de futebol masculino e feminino, sendo que os jogos da final acontecem às 16:00.

As 14:00 será realizado o momento de teatro com companhia Fladu Fla, que apresentará duas cenas sobre a VBG, seguido da apresentação do artista plástico Joaquim Semedo, que fez uma obra especial para o evento, e às 18:00 acontece o festival de música com actuações de grupo de batucadeiras, Gá da Lomba, Indira Rocha, Leydy Indira, Wilson Almeida e outros artistas locais.

Segundo a ONU Mulheres, uma em cada três mulheres em todo o mundo passa por situações de violência física ou sexual ao longo da sua vida.

“A violência contra mulheres e raparigas continua a ser uma das violações dos direitos humanos mais prevalentes e generalizadas no mundo. Globalmente, estima-se que 736 milhões de mulheres – quase uma em cada três – foram sujeitas a violência física e/ou sexual por parceiro íntimo, violência sexual por não parceiro, ou ambas, pelo menos uma vez na vida”, indica a ONU a propósito da ocasião.

MJB/CP

Inforpress/fim

Facebook
Twitter
  • Galeria de Fotos